Lars Grael e Guilherme de Almeida faturam título na classe Star em São Paulo

Lars Grael e Guilherme de Almeida (Foto: Caio Souza | On Board Sports)
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.


O título do Campeonato do VII Distrito da classe Star ficou com Lars Grael e Guilherme de Almeida neste domingo. A dupla campeã mundial e atual bicampeã brasileira venceu a última das duas regatas finais no Yacht Club Santo Amaro - YCSA, em São Paulo (SP), e levou o tradicional evento da vela brasileira.

+ Fabrizio Gallas: 'Djokovic chega com bom favoritismo para encarar Nadal em Roland Garros'

Lars Grael e Guilherme de Almeida chegaram ao último dia na Represa do Guarapiranga pressionados na tabela, mas logo na primeira prova conquistaram o título matematicamente por antecipação com apenas 8 pontos perdidos. A medalha de prata ficou para Felipe Etchenique e Ubiratan Matos com 12 pontos perdidos e o bronze para Marcelo Fuchs e Arthur Lopes com 15 pontos perdidos.

O campeonato contou com 12 duplas e seis regatas disputadas com a entrada de um descarte do pior resultado. As provas do domingo (29) tiveram ventos no quadrante norte de média intensidade. Lars Grael e Guilherme de Almeida ganharam a primeira, e Felipe Etchenique e Ubiratan Matos a última.

- Tivemos 12 embarcações de altíssimo nível e a colaboração do vento que ajudou muito nesses três dias. Foram dias felizes, com duas vitórias no primeiro, depois na metade do campeonato com alguns problemas e provas de recuperação, e no fim com o título antecipado - disse Lars Grael, medalhista olímpico, que faturou seu décimo VII Distrito de Star da carreira.

- Foi importante voltar à Guarapiranga e velejar com o proeiro Guilherme Almeida. Tenho paixão pela vela, vontade de se divertir, disposição física, pois o barco exige muito da gente.

Vencedores da última prova do dia, Felipe Etchenique e Ubiratan Matos subiram de posições nas últimas quatro regatas depois de um início irregular. A medalha de prata chegou a ser surpreendente para o atleta olímpico de Atlanta 1996 Felipe Etchenique, que velejou pela primeira vez no Star.

- O Felipe é um ótimo tático e timoneiro, mesmo fazendo sua estreia na categoria. Nos demos muito bem no barco, vencendo a última regata - explicou Bira Matos.

O barco foi disponibilizado pelo primeiro medalhista olímpico da vela, Reinaldo Conrad, que acabou não conseguindo disputar o VII Distrito. O evento foi realizado no YCSA, tradicional clube da vela brasileira, que rendeu inúmeras medalhas olímpicas. Além disso, o Yacht Club Santo Amaro promove campeonatos de ponta e investe na vela jovem.

- Foi um prazer para o YCSA receber o evento da classe, com muita tradição e muitos campeões da modalidade. Demos sorte nas condições de ventos, que aumentou no fim. Foi um sucesso, todos gostaram - explicou Marcos Biekarck, diretor do YCSA.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos