Kyrgios elimina Medvedev e vai às quartas do US Open

O russo Daniil Medvedev, atual campeão do US Open, foi eliminado do torneio neste domingo pelo australiano Nick Kyrgios nas oitavas de final, uma derrota que lhe custará a liderança do ranking da ATP.

Kyrgios fechou o jogo em 3 sets a 1, com parciais de 7-6 (13-11), 3-6, 6-3 e 6-2, em duas horas e 53 minutos de partida.

Medvedev, número 1 do mundo desde junho, pode ser ultrapassado na classificação pelos espanhóis Rafael Nadal (3º) e Carlos Alcaraz (4º) e pelo norueguês Casper Ruud (7º), que ainda estão vivos no US Open.

A perda da liderança "não era a primeira coisa que eu tinha em mente depois do jogo", disse Medvedev. "Estou tentando passar uma boa impressão aqui, mas estou decepcionado. Vou passar alguns dias um pouco triste, ficando no telefone, no computador ou vendo alguma série".

Há um ano, o russo impôs na final do US Open a derrota mais dura da carreira de Novak Djokovic, que estava a um passo de ganhar os quatro Grand Slams de 2021, mas nesta temporada Medvedev não atingiu seu maior nível e conseguiu apenas o título do torneio de Los Cabos.

Depois do jogo, ele reconheceu a superioridade de Kyrgios, que o tinha derrotado três vezes nos últimos quatro confrontos, o último deles em agosto, no Masters 1000 de Montreal, com vitória do australiano.

"Foi um jogo do mais alto nível da parte dele", admitiu Medvedev. "Se ele jogar assim até o final do torneio, tem todas as chances de ganhar. Mas ele vai ter adversários difíceis".

Kyrgios, dono de um extraordinário talento até agora limitado por seu temperamento explosivo, demonstrou que está na melhor forma física e mental de sua carreira, num ano em que chegou a sua primeira final de Grand Slam, caindo em Wimbledon para Djokovic.

"Foi um jogo incrível. Daniil tinha muita pressão sobre seus ombros como defensor do título, mas eu fiz um jogo incrível", disse o australiano.

"Perder a final de Wimbledon teve um gosto amargo, mas agora quero ir até o final aqui", afirmou. "Estou feliz por poder enfim mostrar meu talento em Nova York... só levei 27 anos para isso", comentou.

Com o apoio majoritário do público, Kyrgios mais uma vez provou porque é o dono de um dos melhores saques do circuito (21 aces) e mostrou incrível eficiência em seus golpes (51 winners).

Seu próximo adversário será outro russo, Karen Khachanov, que passou pelo espanhol Pablo Carreño Busta.

Em uma batalha de cinco sets no Louis Armstrong Stadium, Khachanov fechou o jogo em 3 a 2, com parciais de 4-6, 6-3, 6-1, 4-6 e 6-3, em três horas e 20 minutos de partida.

gbv/gfe/cb