Klopp se desculpa por derrota do Liverpool e não teme demissão

Jürgen Klopp não gostou nada do desempenho do Liverpool em estreia na Liga dos Campeões.  Foto: Giuseppe Maffia/NurPhoto via Getty Images
Jürgen Klopp não gostou nada do desempenho do Liverpool em estreia na Liga dos Campeões. Foto: Giuseppe Maffia/NurPhoto via Getty Images

A dura derrota do Liverpool diante do Napoli pela Liga dos Campeões, num jogo em que a equipe inglesa sucumbiu por 4 a 1 no Estádio Diego Armando Maradona, obrigou Jürgen Klopp a pedir desculpa aos seus torcedores e a assumir a sua responsabilidade.

"Foi uma noite muito decepcionante, então tenho que me desculpar com eles", disse Klopp.

Leia também:

"Os problemas que tivemos eram óbvios. O primeiro de tudo é que o Napoli fez um jogo muito bom e nós fizemos um jogo muito ruim. Foi muito difícil de aceitar, mas não tão difícil de explicar quando você viu o jogo", reconheceu o treinador alemão.

"Por que jogamos tão mal? Não podemos ignorar o mau começo e os dois pênaltis, mas não jogamos bem o suficiente. A questão é por que os meninos não fizeram um bom jogo. Então é meu trabalho resolver, é minha responsabilidade", assumiu Klopp.

Klopp foi questionado sobre a possibilidade de temer a demissão, como aconteceu com Thomas Tuchel no Chelsea: "Na verdade não, mas quem sabe? Existem diferentes tipos de proprietários. Não espere que outra pessoa faça isso. É assim que eles sempre viram e no dia em que mudarem de ideia, eles me contarão", explicou.

Sobre as possíveis soluções para a crise do jogo do Liverpool, o técnico alemão destacou que é "o trabalho que temos que fazer. Não é que tenhamos que inventar um novo tipo de futebol, temos que melhorar. Preciso de tempo para dizer as coisas certas porque no momento tudo não está 100% claro", analisou.

Jürgen Klopp já está pensando no próximo jogo da Premier League contra o Wolverhampton, mas não esquece a imagem que sua equipe mostrou na Itália: "Jogamos contra o Wolverhampton no sábado e eles provavelmente não param de rir. É o momento perfeito para jogar contra nós", finalizou.