KC Frost anuncia fim de carreira de atleta para se dedicar ao coach no FABR e às artes cênicas

Foto - Yan Barros - KC atuou no FABR por cerca de 12 anos e fez uma carreira excelente


Um dos maiores jogadores da história do FABR, o quarterback norte-americano KC Frost anunciou a aposentadoria do futebol americano. Em informação exclusiva à Agência Valinor Conteúdo/Lance, o jogador, de 35 anos, revelou que a SPFL foi a última competição que ele disputou como atleta. Frost irá se dedicar à carreira de coach e se focar ainda mais nas artes cênicas.

Como coach, KC Frost treinou os defensive backs da seleção brasileira de futebol americano, o Brasil Onças, e, depois da aposentadoria, passa a integrar a comissão técnica do Spartans Football, seu último clube como atleta.

Desta forma, os amantes do FABR podem acompanhar KC Frost nas telas da TV e dos dispositivos móveis. Recentemente, o atleta fez uma participação com na terceira temporada da série Sintonia, da Netflix. Além disso, ele pode ser visto no filme “Amor sem medida” – onde faz o papel de Jeff, também da Netflix, e desde o início deste mês, na segunda temporada da série “Pico da Neblina”, da HBO Max, fazendo o personagem Noah.

Sobre a aposentadoria no esporte, KC Frost disse que esse sentimento já vem amadurecendo há bastante tempo. Além disso, ele destacou que em outras ocasiões já havia se aposentado, mas sempre havia sido demovido da ideia. No entanto, o agora ex-quarterback diz que a decisão é irreversível.

“Já tive algumas vezes que decidi me aposentar, mas desta vez é definitivo. A primeira vez foi na faculdade. Rompi todos os ligamentos do tornozelo direito, mas mesmo assim continuei jogando a temporada e, no final, pensei: agora acabou minha carreira. Depois, cheguei no Brasil e não sabia que tinha futebol americano, mas descobri e voltei a jogar novamente. Passados alguns anos, aposentei de novo, mas recebi o convite do Juiz de Fora Imperadores e voltei a atuar novamente. Durante a pandemia, também resolvi parar para focar na minha carreira de ator. E como ator, meu material de trabalho é meu corpo. Então, me preocupo muito com isso. Só que o pessoal do Spartans me chamou, conversamos e eles conseguiram me convencer a voltar”, revelou.

“Agora, também estou na comissão técnica da seleção brasileira (Brasil Onças) e me senti bem em ser um coach. É outra emoção e outra pegada, já que você não consegue entrar em campo e fazer. Ser técnico está mais ligado à capacitação de talentos, entendimento do coletivo e lidar com pessoas. Então, a minha intenção, ao fim desta temporada é migrar para a área de comissão técnica. Acho até que meu alcance como disseminador da cultura do futebol americano pode ser ainda maior como coach do que foi como atleta”, completou.

KC Frost é bicampeão nacional pelo Corinthians Steamrollers (2011 e 2012) e bicampeão estadual (FEFASP 2011 e 2012). Também foi campeão Paulista da LFPA pelo São Paulo Storm em 2013 e campeão do Gerais Bowl em 2019. No Brasil, o ex-atleta passou por Flamengo Imperadores, Juiz de Fora Imperadores, Ponte Preta Gorilas, Pouso Alegre Gladiadores, Vingadores (Atual Lobo Vingador) e Spartans Football.

Importância no FABR
Os números não mentem e mostram que o quarterback KC Frost é um dos mais importantes estrangeiros que já atuaram no Brasil. Há doze anos no país, o ex-atleta tem seu nome ligado à história do futebol americano nacional. Um dos desbravadores da modalidade em terras tupiniquins, o jogador tem quebrado recordes no esporte da bola oval por aqui.

Neste ano, o perfil do Instagram Mapa do FABR divulgou duas listas com os estrangeiros que mais marcaram e passaram para touchdowns (TDs) no Brasil. E para a surpresa de zero pessoas, o ex-jogador que encabeça as duas listas é KC Frost, com longa margem de vantagem para o segundo colocado.

Apesar de sua função principal no futebol americano ser passar a bola, Frost é o atleta de outro país que mais marcou touchdowns no Brasil, com 72. Esse número o faz ficar bem à frente do segundo colocado, Glodie Biteke, que teve 48 pontuações máximas da modalidade.


Já em relação aos lançamentos para touchdowns, KC Frost se destaca mais uma vez. Ele é o único estrangeiro que passou da contagem em mais de uma centena de vezes neste quesito. De acordo com os dados do Mapa FABR, o norte-americano da Califórnia deu passes para TDs em 139 ocasiões, quase o dobro do segundo colocado na lista, que é Drew Banks, com 70 lançamentos.