Justiça suíça abre processo contra Platini e Blatter por fraude milionária na Fifa

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Michel Platini é julgado na Suíça (Foto: Fabrice Coffrini/AFP)
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.


O ex-presidente da Uefa, Michel Platini, e o ex-presidente da Fifa, Joseph Blatter, tiveram seus processos iniciados nesta quarta-feira pelo Tribunal de Justiça da Suíça. Eles são acusados por esquema fraudulento descoberto em 2015.

+ Manchester City estipula valor para vender Gabriel Jesus; veja prováveis destinos do brasileiro

Platini e Blatter são acusados de terem recebido um pagamento de 2 milhões de francos suíços (cerca de R$ 10 milhões) por trabalho de Platini como consultor da Fifa entre 1998 e 2002.

A dupla se defende alegando que eles decidiram oralmente pagar um salário de 1 milhão de francos suíços para Platini ser consultor da Fifa e que a entidade não tinha como pagar na época.

- Estou de bom humor com o lindo sol que está aqui. Estou confiante porque não tenho nada para culpar para mim. Demora duas semanas, então devo estar de bom humor no primeiro dia - disse Joseph Blatter antes do início da sessão desta quarta-feira.

+ Vini Jr tem problemas para conseguir passaporte espanhol, e Real Madrid quebra a cabeça no mercado

De início, os ex-presidentes foram banidos do futebol em 2015 por oito anos. Porém, recorreram e conseguiram reduzir a punição. A fraude pode levar a cinco anos de prisão para Platini e Blatter.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos