José Aldo deixa o MMA e recebe homenagens de astros da modalidade

Lutador ainda tinha mais uma luta para disputar pelo UFC, mas pediu dispensa (Foto: Reprodução Instagram)


O brasileiro José Aldo, um dos maiores nomes da história MMA, anunciou sua aposentadoria neste domingo. Aos 36 anos, Aldo entrou em acordo com o UFC para encerrar o seu contrato, que ainda tinha mais uma luta prevista. A saída do ex-campeão foi assunto nas redes sociais, com diversas homenagens de lutadores e ex-adversários exaltando sua carreira.

+ Flamengo vira piada na web após derrota para o Fluminense; veja os memes

Atual campeão do peso-mosca, Deiveson Figueiredo, o "Deus da Guerra" deixou sua mensagem para Aldo.

- José Aldo! Mais forte que o Mundo. Sua História me fez acreditar que seria possível ser um campeão! Obrigado por tudo amigo.

Adversário de Aldo em 2019, o australiano Alexander Volkanovski falou do legado do brasileiro.

- Não desejo nada além do melhor para o maior peso-pena de todos os tempos.

Henry Cejudo, que lutaria com José Aldo em 2020, antes da chegada da pandemia, falou sobre o combate que não ocorreu entre eles e demostrou seu carinho com o brasileiro.

- Sempre me pergunto o que poderia ter sido. Passei uma preparação inteira para lutar com José Aldo no Brasil, mas o Covid mudou tudo. Estava ansioso para o desafio e para aquela atmosfera louca. Feliz aposentadoria para um dos maiores pesos-penas na história do MMA.

-> AO VIVO E DE GRAÇA: LANCE! está transmitindo ao vivo e de graça jogos da Bundesliga. Confira todas as informações sobre o torneio e transmissão aqui.

Confira outras homenagens recebidas por Aldo:

O "Campeão do Povo" se despede com um cartel de 31 vitórias e oito derrotas no MMA. Ele fez história como campeão peso-pena do UFC e do WEC. A despedida de Aldo foi na derrota para Merab Dvalishvili, em decisão unânime dos jurados no card da edição 278 do Ultimate, em agosto.

+ José Aldo se autoproclama como o maior lutador brasileiro de todos os tempos no MMA; veja

Além da aposentadoria do MMA profissional, o lutador brasileiro viveu emoção ainda maior horas depois – desta vez em sua vida pessoal. José Aldo se tornou pai de segunda viagem com o nascimento do filho, que carrega o nome do patriarca: José Aldo Terceiro.