Jornalista da Globo critica ações de Abel Ferreira no Palmeiras: 'Era um técnico inexpressivo'

Após vitória do Alviverde, o técnico comentou sobre arbitragem, imprensa e o desgaste do elenco (Foto: Cesar Greco/Palmeiras)


Treinador do Palmeiras, Abel Ferreira soltou o verbo após a vitória de 1 a 0 sobre o Cuiabá, pelo Brasileirão. Ele fez diversos comentários sobre arbitragem, imprensa e o desgaste do elenco alviverde. Durante o programa 'Sportv News', o jornalista André Loffredo, da Rede Globo, afirmou que o técnico precisa aprender a lidar melhor com as derrotas.

+ Janela abriu! Veja como podem ficar os times do Brasil com os novos reforços

- Ele (Abel Ferreira) já deveria ter aprendido a perder. Aproveitou a vitória para falar sobre a derrota (eliminação para o São Paulo, na Copa do Brasil). Porque ele só perdia antes de chegar ao Palmeiras -afirma.

AdChoicesPUBLICIDADE Loffredo ressalta que o treinador não pode ser maior que o Alviverde paulista.

- Temos que pensar no Palmeiras como instituição, é gigante. O Abel é uma participação deste momento do clube, uma participação muito importante. Mas acho que, a contribuição que o Palmeiras dá na carreira do Abel é bem semelhante. Porque antes ele era um técnico inexpressivo. Soube aproveitar do gigantismo do Palmeiras para desenvolver um trabalho excelente - completa o jornalista.

+ Mano detona arbitragem brasileira e critica o VAR: 'Estão conseguindo errar prova com consulta'

Durante a sua entrevista coletiva no Allianz Parque, Abel relembrou a polêmica arbitragem da partida entre São Paulo e Palmeiras.

- Vamos colocar o dedo na ferida, e todos em conjunto. Treinadores, diretores, jornalistas, ver o que fazer para mudar isso. Para não dizer que o Telê Santana continua a ter razão. O que ele disse continua atual. Eu, na minha função, vou continuar me esforçando ao máximo para fazer o que sei. Espero que cada um faça o mesmo. O que aconteceu há três dias não é para esquecer - falou Abel Ferreira.

Abel ainda destacou que é necessário corrigir os problemas na arbitragem brasileira.

- Foi o Palmeiras, mas depois pode ser outra equipe que será prejudicada. Não vai alterar, estamos fora, o São Paulo vai seguir em frente. Que sirva de exemplo. O primeiro passo é assumir o erro, quem assumiu o erro? O segundo é corrigir o erro e melhorar para a próxima vez, não vale a pena. O que vale a pena para o bem da verdade esportiva e da credibilidade do futebol - concluiu o treinador.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos