Jorge, do Palmeiras, nega ter tentado entrar em balada com Covid e vai buscar medidas legais

Jorge foi acusado de tentar entrar em balada com Covid e negou que isso aconteceu (Foto: Cesar Greco/Palmeiras)


Na tarde desta sexta-feira, começou a circular nas redes sociais um vídeo em que, supostamente, o lateral-esquerdo Jorge, do Palmeiras, estaria tentando entrar em uma casa noturna em São Paulo. No entanto, a assessoria do jogador negou a situação, já que ele se encontrava em casa cumprindo quarentena por causa da Covid-19.

GALERIA
> Confira os públicos do Palmeiras no Allianz Parque em 2022

TABELA
> Veja classificação e simulador do Brasileirão-2022 clicando aqui

> Conheça o aplicativo de resultados do LANCE!

As imagens mostram uma van em frente a uma balada da capital paulista na noite da última quinta-feira. Dentro dela uma pessoa estaria falando com alguém que, supostamente, seria o gerente do estabelecimento. Não fica claro na filmagem quem é o indivíduo dentro do automóvel. O autor do vídeo, porém, garante que seria Jorge e ameaçou denunciá-lo à Mancha Verde, se entrasse no local.

Logo que as imagens tomaram as redes sociais, a assessoria de imprensa do jogador emitiu nota oficial negando que seja Jorge no vídeo. Além disso, prometeu ir atrás de medidas legais contra o autor da difamação, já que o lateral estava em casa se recuperando da Covid-19 e precisava fazer isolamento como manda o protocolo.

Confira o comunicado enviado pelos assessores de Jorge:

"Circula no Twitter um vídeo que acusa o lateral Jorge, do Palmeiras, de tentar entrar em uma casa de festas em São Paulo, nesta quinta-feira à noite. É uma absurda irresponsabilidade de quem o publicou afirmando que era ele, visto que, no mesmo horário, o jogador repousava em casa, em cumprimento ao protocolo de recuperação da Covid-19. Seu staff, inclusive, avalia tomar as devidas providências, de modo que o responsável responda por crime de difamação".

Ainda sem conseguir agradar o torcedor palmeirense, Jorge chegou a ter um problema com supostos torcedores no dia 17 de maio deste ano, quando teve seu carro atingido por uma pedra e recebeu ameaças verbais nas proximidades da Academia de Futebol.

Quando chegava para o treinamento pela Avenida Marquês de São Vicente, onde fica localizado o CT do Verdão, o camisa 6 sofreu um ato de violência por parte de dois indivíduos, que danificaram o vidro do carro do atleta e ainda ameaçaram o profissional.

O jogador não foi ferido, mas mesmo assim o clube tomou a atitude de imediatamente repudiar o "inaceitável episódio de violência" e prometeu tomar "todas as providências jurídicas e criminais para que os infratores sejam identificados e punidos com o rigor da lei".

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos