Joia do Palmeiras, Gabriel Vareta projeta Choque-Rei decisivo no Brasileiro sub-17

Gabriel Vareta projetou o clássico contra o São Paulo pelo Brasileirão sub-17 (Foto: Fabio Menotti/Palmeiras)


A rivalidade entre Palmeiras e São Paulo costuma ser palco para duelos épicos e que sempre valem muito mais do que apenas o resultado final. Essa é uma máxima que se instaura nos envolvidos desde as categorias de base dos clubes. A partida entre as duas equipes, pela 8° rodada do Brasileirão sub-17 não será diferente.

> AO VIVO E DE GRAÇA: LANCE! vai transmitir ao vivo e de graça jogos da Bundesliga a partir deste sábado. Confira todas as informações sobre o torneio e transmissão aqui.

GALERIA
> Confira os públicos do Palmeiras no Allianz Parque em 2022

TABELA
> Veja classificação e simulador do Brasileirão-2022 clicando aqui

Neste sábado (17), às 15h, o centro de formação de atletas presidente Laudo Natel servirá como o cenário para um desses jogos. Neste duelo, o zagueiro palmeirense Gabriel Vareta espera, além da glória de vencer um clássico tão importante do futebol brasileiro, garantir a classificação às quartas de final do torneio.

- O jogo vale muito, não só por ser uma partida que pode definir a classificação. É um clássico, temos que vencer esse tipo de duelo. Esses jogos trazem confiança para toda a equipe, além de acrescentar muito para a história do confronto - comentou Gabriel.

O Palmeiras vai ao jogo depois de uma vitória diante da equipe do Internacional que lançou a equipe para a terceira colocação. Já o São Paulo, em busca de um milagre para se classificar, vem de uma derrota por 3 a 2 contra o Corinthians, outro clássico da capital.

Esse Choque-Rei poderá inclusive confirmar de forma antecipada a vaga na próxima fase do campeonato para as Crias da Academia, a depender de outros resultados na tabela.

Titular no sistema defensivo do treinador Rafael Paiva, Gabriel espera manter o nível de atuação com a camisa palmeirense.

- Vai ser um jogo muito complicado. Não podemos subestimar o time do outro lado porque se trata de um clássico. Nessas horas pouco importa quem está na frente e quem está atrás. Tudo pode acontecer e temos que estar prontos para qualquer coisa.

Nascido em Sapopemba, zona leste de São Paulo, o jogador começou a fazer escolinha por influência do irmão, que jogava futsal na Fundação São Caetano. Em 2011, Gabriel entrou para a equipe do São Caetano, onde permaneceu um ano.

Depois do bom desempenho da equipe, o atleta se transferiu para o time da Portuguesa, em 2013. Lá, o jogador começou a chamar a atenção do Palmeiras, entrando primeiro para o futsal do clube. Com a chegada na equipe palestrina, vieram também os primeiros títulos da carreira de Gabriel: o Campeonato Metropolitano e o Paulista, ambos pela categoria sub-10 do futsal.

Esse divertido apelido que acompanha Gabriel pela sua carreira vem desde os tempos do futebol de várzea, quando seu antigo treinador o chamou de Vareta por ser muito magro na época.

O zagueiro espera poder adicionar o Brasileirão sub-17 em sua coleção de títulos com a camisa do Palmeiras. Depois da transição para o futebol de campo, Gabriel conquistou campeonatos Paulista nas categorias sub-11, sub-13, sub-15 e sub-20. Em 2020, o defensor chegou a acumular cinco convocações para as categorias de base da seleção brasileira, uma vez pela sub-15 e outras quatro pela sub-17.