Jogadores são responsáveis ​​pela demissão de Tuchel no Chelsea, diz Jorginho

Thomas Tuchel celebra com Jorginho

LONDRES (Reuters) - O meio-campista do Chelsea Jorginho disse que os jogadores devem assumir a responsabilidade pela demissão de Thomas Tuchel na semana passada, mas que o técnico substituto Graham Potter o impressionou.

Tuchel se desligou do clube um dia após a derrota da última terça-feira na Liga dos Campeões para o Dinamo Zagreb, o 100º jogo do alemão no comando do time.

Ex-técnico do Brighton e do Hove Albion, Potter comandará seu primeiro jogo na quarta-feira, quando o Chelsea vai enfrentar o Salzburg.

"Claro que somos um time. Portanto, não é uma pessoa responsável pelo que aconteceu", disse Jorginho a repórteres.

"Somos uma equipe e um grupo em campo. Claro, é nossa responsabilidade o que aconteceu."

Tuchel conquistou a Liga dos Campeões apenas alguns meses depois de assumir o comando em janeiro de 2021 e o Chelsea terminou em terceiro na Premier League na temporada passada, mas os resultados nesta temporada foram decepcionantes com três derrotas em todas as competições.

"Infelizmente, não estava funcionando e o desafio agora é recuperar a confiança", disse Jorginho.

"Foi uma surpresa para nós. Sempre se fala sobre o que aconteceu, mas agora temos jogos pela frente e a vida é rápida, então não temos muito tempo para ficar aqui pensando."

Potter descreveu o trabalho no Chelsea como um desafio diferente, mas o vice-capitão Jorginho disse que o inglês de 47 anos já causou uma boa impressão.

"Acho que ele tem esse desafio e acredito que vai se sair muito bem porque tem boas ideias e um grupo de jogadores prontos para tentar fazer o melhor que pudermos e ouvir o que ele quer", afirmou. "Ele está indo muito bem, nos perguntando com o que nos sentimos confortáveis, e é assim que precisamos continuar."

(Reportagem de Martyn Herman)