Jogadora russa muda de nacionalidade para disputar Wimbledon

Kamilla Rakhimova se naturalizou georgiana para poder jogar o Grand Slam de Wimbledon. Foto: Onur Ãoban/Anadolu Agency via Getty Images
Kamilla Rakhimova se naturalizou georgiana para poder jogar o Grand Slam de Wimbledon. Foto: Onur Ãoban/Anadolu Agency via Getty Images

Após o veto do Grand Slam de Wimbledon a tenistas russos e bielorussos após a invasão da Ucrânia, Natela Dzalamidze mudou de nacionalidade para poder participar do torneio de grama realizado na Inglaterra.

A tenista de 29 anos, que ocupa o 43º lugar no ranking mundial de duplas da WTA, vai passar a ser georgiana e assim poderá jogar ao lado da sérvia Aleksandra Krunic.

Leia também:

Questionado pelo jornal britânico The Times, um porta-voz do All England Club, organizador do Grand Slam, disse que não é possível restringir esse tipo de ação feita por Dzalamidze.

“A nacionalidade de um jogador, definida pela bandeira sob a qual ele participa em eventos profissionais, é um processo reconhecido que é regido pelos circuitos (ATP e WTA) e pela Federação Internacional de Tênis”, justificou.

O torneio de Wimbledon está marcado para ter seu início em 27 de junho sem a presença de vários tenistas, entre os quais o número um do mundo, o russo Daniil Medvedev, e a bielorrussa Victoria Azarenka, 20ª no ranking da WTA.

Vale lembrar que a tenista que agora está em evidência pela troca de nacionalidade, disputou o Grand Slam de Roland Garros sob bandeira neutra.

Um dos maiores críticos em relação a decisão do Grand Slam britânico de vetar tenistas russos e bielorussos é Novak Djokovic. Envolvido em polêmicas nesta temporada, por não ter se vacinado contra a covid-19 e ficando de fora do Australian Open por esse motivo, o sérvio se manifestou contra o veto.

“Acho que (a proibição de Wimbledon) foi uma decisão errada. Não apoio isso de forma alguma. Mas, nestes momentos, é um assunto delicado e o que você decidir criará muitos conflitos”, analisou.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos