Japão proíbe cantos em jogo contra o Brasil para prevenir Covid

Brasil e Japão se enfrentaram em Tóquio com vitória brasileira por 1 a 0, gol de Neymar. Foto: Kenta Harada/Getty Images
Brasil e Japão se enfrentaram em Tóquio com vitória brasileira por 1 a 0, gol de Neymar. Foto: Kenta Harada/Getty Images

Os japoneses são apaixonados por futebol e gostam muito de ver a Seleção Brasileira jogar. Só que nesta segunda-feira, um comportamento diferente chamou a atenção de quem acompanhou o amistoso entre Brasil e Japão, no Estádio Nacional, em Tóquio.

A organização da partida recomendou aos torcedores que foram apoiar os “Samurais Azuis”, que não “puxassem” gritos, cantos ou assobios durante a partida.

Leia também:

As autoridades de saúde japonesas preocupadas com a propagação do coronavírus, proibiram as manifestações dentro do estádio. A norma estava espalhada em cartazes pelo estádio e era reforçada a todo momento pelo telão e pelo sistema de som, inclusive em português.

Mais de 63 mil lotaram o estádio e o máximo que se ouviu foram aplausos, batidas de tambores e bandeiras tremulando, mas o pedido de silêncio foi respeitado. O uso de máscaras também recomendado, foi respeitado por todos os presentes durante a partida que teve vitória brasileira por 1 a 0, com gol marcado por Neymar, em cobrança de pênalti.

A única vez que a torcida japonesa se empolgou, no segundo tempo da partida, entrou em cena o telão exibindo mensagem pedindo silêncio. A recomendação foi prontamente atendida, com o volume baixando entre os presentes.

O país asiático tem uma população de cerca de 125 milhões de pessoas, e teve pouco mais de 30 mil mortes por Covid-19 com os casos chegando a cerca de 9 milhões de casos.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos