James Rodríguez espera oferta da Europa e dificulta sonho do Botafogo

James Rodríguez tem passagem pelo Real Madrid (Foto: Reprodução / Twitter)


O "grande sonho" de John Textor ainda não vai virar realidade. O Botafogo recebeu uma negativa de James Rodríguez nos últimos dias. O jogador do Al-Rayyan, do Qatar, acenou que o objetivo pessoal é retornar ao futebol europeu e descartou, por ora, atuar no Brasil.

+ Quem é William Foley, acionista da empresa de John Textor, do Botafogo, e 'no topo' dos mais ricos do mundo

O proprietário da SAF do Botafogo formalizou os contatos com James, mas recebeu uma negativa. Ao que parece, a resposta não é em tom de martelo batido e "acabou", mas isso não necessariamente gera esperanças ao Glorioso.

O colombiano coloca a Europa como primeiro plano e vai esperar propostas de clubes do Velho Continente durante as próximas semanas, com a abertura da janela de transferências por lá. Caso nada apareça, o Botafogo pode retornar ao jogo. Mais uma vez: não há garantias. O Alvinegro não foi descartado, mas não é prioridade.

John Textor pretendia realizar um plano financeiro a James Rodríguez, que já chegaria tendo um dos maiores salários da América do Sul. Apesar dos altos salários envolvidos e uma boa condição neste sentido, a questão vai mesmo da vontade do jogador em querer 'se provar novamente' na Europa.

+ Erison diz que torcedor 'pode ficar tranquilo' sobre renovação: 'Botafogo é minha casa'; veja o vídeo!

James Rodríguez marcou cinco gols e deu seis assistências em 14 jogos no Qatar na última temporada. Na Europa, o último clube que o meio-campista atuou foi o Everton-ING, em 2021.

- Não posso falar por ele (James). É uma realidade que o queremos e um sonho se o contratarmos. Até ele decidir é apenas um sonho - afirmou Textor, em entrevista exclusiva ao LANCE! durante a semana.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos