Ironman 70.3 São Paulo acontece neste domingo

José Belarmino comemora sua vitória no Ironman 70.3 São Paulo, em 2019. (Fábio Falconi/Unlimited Sports/Divulgação)


Com a participação de 1.850 triatletas de 20 países, acontece, neste domingo (11), a partir das 6h, o Iroman 70.3 São Paulo, na Cidade Universitária de São Paulo USP). Para conseguir uma das 30 vagas para o Ironman 70.3 World Championship, programado para agosto de 2023, na cidade de Lahti, na Finlândia, eles terão pela frente 1,9km de natação, 90km de ciclismo e 21,2km de corrida.

A capital paulista receberá a competição pela segunda vez, após a estreia em 2019. Na época, foram 1.600 competidores de 14 países e o crescimento destes números neste ano mostra que a cidade entrou na lista de eventos dos atletas de todo o mundo. Por isso, a expectativa é mais uma vez muito positiva, com uma grande disputa pelas vagas para o Mundial. Um dos destaques confirmados é o atual campeão José Belarmino, que defenderá seu título.

Além da disputa pelos primeiros lugares, a etapa está recheada de atrações. Haverá uma homenagem especial ao empresário e triatleta João Paulo Diniz, que faleceu recentemente, com a criação de um troféu que levará seu nome e será entregue a brasileiros cujo trabalho mostra a importância do esporte como ferramenta para o desenvolvimento social, bem-estar e qualidade de vida.

Patrocínio a equipes com triatletas profissionais, amadores e, mais recentemente, categorias de base, apoio a eventos e participação de provas de endurance, entre elas duas edições do Ironman no país nos anos 1990, fazem parte de seus inúmeros feitos de João Paulo Diniz.

“Não tinha como ser diferente. Tudo o que João Paulo Diniz fez pelo esporte, em especial pelo triathlon, contribui e muito para que pudéssemos chegar ao nível que temos hoje, com atletas de qualidade e eventos de excelência. É, para todos nós, uma honra poder entregar este troféu à sua família. A partir desta etapa, o Troféu João Paulo Diniz será entregue a outras pessoas com papel importante para o desenvolvimento esportivo e social, um legado que o João nos deixou”, destaca Carlos Galvão, CEO da Unlimited Sports, empresa organizadora do circuito Ironman no Brasil.

Além do Brasil, que reúne a maioria do inscritos, com 1.771 triatletas, destaque também para o Peru, segunda maior delegação com 24 competidores, Uruguai, com nove, e Argentina, com seis. Complementam a relação Alemanha, Bolívia, Canadá, Chile, Colômbia, Estados Unidos, Suíça, França, Itália, Japão, Coréia do Sul, Marrocos, México, Portugal, Paraguai e Venezuela.

A expectativa deste ano é de mais uma competição bastante rápida devido ao percurso praticamente plano, que possibilita um ritmo mais forte dos competidores. A começar pela natação na Raia Olímpica, considerada bastante tranquila. Outra atração ficará por conta do ciclismo, que será realizado em um circuito montado na Marginal Pinheiros, para depois finalizar com a corrida toda dentro da USP. A arena estará montada dentro do CEPEUSP, com diversas atrações para o público.

E para enfrentar estes desafios nada menos que alguns dos principais nomes do triatlo amador nacional e diversos destaques do exterior. Campeão na primeira edição da primeira etapa deste ano, o Ironman 70.3 Florianópolis, o paulista José Belarmino confirmou presença pra defender seu título antes de participar do Ironman 70.3 World Championship, em Utah (EUA), e da final do circuito mundial em Kona, no Havaí (EUA), ambas em outubro.

Outro destaque será o lançamento do livro “Inabalável”, biografia de Fernanda Keller, cinco vezes campeã do Ironman Brasil, recordista mundial de pódios no Mundial no Havaí com seis vezes entre as três melhores, entre outros inúmeros títulos. (Iúri Totti)