Irmão de Pogba se declara "alheio" a extorsões denunciadas pelo jogador

Mathias Pogba, irmão do meia da Juventus Paul Pogba, se declarou "totalmente alheio" às extorsões denunciadas pelo jogador, que há uma semana estão sendo investigadas pela justiça francesa, anunciou em um comunicado seu advogado.

"Levando em conta a evolução do caso e de sua repercussão midiática, Mathias Pogba quer indicar de maneira categórica que é totalmente alheio a toda manobra de extorsão contra seu irmão, Paul Pogba", escreveu Richard Arbib, advogado de Mathias.

"Está claro que as dificuldades sofridas pela família Pogba são o resultado de ameaças externas, contra as quais a justiça, agora envolvida, tomará medidas", acrescenta a nota.

"Mathias Pogba, que quer sobretudo acalmar a situação com seu irmão, reservará sua palavra a partir de agora aos juízes de instrução carregados pelo caso", continua Arbib.

Em uma denúncia apresentada no dia 16 de julho na Promotoria de Turim, Paul Pogba revelou tentativas de extorsão entre março e julho de 2022, nas quais os chantagistas exigiam milhões de euros.

O caso passou a ser investigado pela justiça francesa a partir do dia 2 de setembro por extorsão armada, sequestro em quadrilha e participação em associação ilícita.

O caso explodiu na mídia com a publicação no dia 27 de agosto de um enigmático vídeo de Mathias Pogba, também jogador profissional, no qual prometia fazer "revelações" sobre Paul.

A estrela da seleção da França contou durante sua primeira audiência ter sido vítima de uma chantagem por parte de alguns amigos de infância e dois homens encapuzados armados, que exigiam ajuda financeira e tentaram extorqui-lo.

Uma quantia de 13 milhões de euros foi pedida e o jogador afirma ter entregado 100 mil euros. Ele afirmou então ter reconhecido seu irmão Mathias entre os suspeitos.

Em outra audiência, Pogba contou aos investigadores que Mathias estava "sob pressão" de pessoas que queriam dinheiro dele.

Paul Pogba explicou que "seus chantagistas queriam desacreditá-lo divulgando mensagens nas quais o jogador teria pedido a um bruxo de seu entorno que lançasse um feitiço" contra o atacante Kylian Mbappé, do Paris Saint-Germain, algo que o jogador da Juventus desmente.

mk/edy/cb/ll/bde/dam/psr/cb