Invicto como mandante, Vasco aposta na força da torcida para reencontrar o caminho das vitórias na Série B

Torcida do Vasco promete casa cheia para apoiar a equipe contra CRB e Chapecoense (Foto: Daniel Ramalho/Vasco)


Sem vencer há três partidas, o Vasco passa por um novo processo de busca por outro treinador. Maurício Souza não conseguiu obter os resultados esperados pela cúpula cruz-maltina e foi demitido com apenas 42 dias à frente da equipe. Com isso, caberá novamente ao interino Emílio Faro fazer a engrenagem girar para que o time volte a triunfar e a ser competitivo na Série B.

Em junho, Faro esteve no comando técnico cruz-maltino, de maneira interina, e deu conta do recado - com 100% de aproveitamento. Em dois jogos dificeis, o time carioca derrotou Náutico e o líder Cruzeiro e se consolidou de vez no G4 da competição. Agora, o momento é novamente de incertezas com uma queda brusca de rendimento.

+ Confira e simule a tabela da Série B do Campeonato Brasileiro

Todo esse contexto reflete também na tabela, já que a "gordura" que o Vasco tinha começou a se desgastar. A diferença, atualmente, é de cinco pontos para o quinto colocado, Londrina, porém ainda restam dezessete rodadas para o fim do campeonato. Muita disputa até novembro e qualquer deslize pode ser fatal.

Invicto como mandante, o Gigante da Colina fechou o turno com 22 pontos em dez jogos. Foram seis vitórias e quatro empates com 11 gols marcados e apenas dois sofridos. São Januário tem sido um verdadeiro caldeirão, e o apoio da torcida tem carregado o time na luta pelo acesso. Além do time cariocas, Cruzeiro e Tombense também ainda não perderam em casa.

Nas próximas duas rodadas, isso não será diferente. A torcida já esgotou os ingressos para o duelo contra o CRB, às 19h, da próxima quinta-feira. Mesmo com toda instabilidade, a casa estará cheia para apoiar a equipe que segue no G4 e tem tudo para voltar a vencer.

+ Anderson Conceição cita que Vasco 'ligou o alerta' e elogia Emílio Faro: 'Conhece cada peça que está aqui'

A linha tênue entre um novo tropeço e a reconquista da confiança com um triunfo passa pelo estilo de jogo. Emílio Faro deu sequência a maneira de jogar implantada por Zé Ricardo e conseguiu triunfar nos dois primeiros jogos. Por outro lado, Maurício fez mudanças que não surtiram efeito e deram mais fragilidade a uma defesa que era consistente.

Três dias depois, no domingo, às 16h, o Vasco estará novamente na Colina Histórica para uma partida importantes. Desta vez, o duelo contra a Chapecoense reservará um momento muito aguardado pela torcida: a reestreia de Alex Teixeira. O atacante voltará a defender a cruz de malta no peito após 12 anos fora do futebol brasileiro.

Atualmente, a equipe tem 61.2% de chance de voltar à elite do futebol brasileiro, segundo dados do Departamento de Matemática da UFMG. A chance de ainda sonhar com o título é de apenas 4.3% pois o Cruzeiro tem feito uma campanha consistente e disparou.

+ Após frustração com Maurício Souza, Vasco irá adotar cautela e ouvir a 777 na escolha do próximo treinador

A demissão de Maurício acontece no pior momento da equipe na competição, porém ainda existe um trabalho (estilo de jogo de Zé Ricardo) que pode ser resgatado para voltar a aumentar a "gordura" e não correr riscos no acesso tão sonhado.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos