Intensidade, rebotes e vitória: Celtics voltam a ficar na frente dos Warriors na final da NBA


Se o Golden State Warriors aumentou a intensidade para empatar a série final da NBA no último domingo, o Boston Celtics respondeu na mesma moeda nesta quarta-feira. Com uma defesa sufocante, muita imposição física e liderados por inspirados Jayson Tatum, Jaylen Brown e Marcus Smart, os Celtics derrotaram os Warriors por 116 a 100 e retomaram a dianteira no confronto que vai definir o campeão da temporada 2021-22 da NBA.

>>> Brasil vence a Austrália sem sustos na estreia na Liga das Nações masculina de vôlei

Empurrados por um TD Garden abarrotado e muito barulhento, o domínio de Boston não pode ser resumido a uma estatística. Seria injusto com o que o time fez durante 75% do jogo - aquele terceiro quarto continua sendo a pedra no sapato dos Celtics. Mas se tem um número que chamou a atenção e ficou evidente para quem acompanhou a partida foi o de rebotes.

Foram 47 dos Celtics contra 31 dos Warriors. Enquanto o time da casa apanhou 15 rebotes ofensivos, os visitantes tiveram apenas 6. Os homens de garrafão de Boston foram fundamentais nesse aspecto: Al Horford, Robert Williams e Grant Williams pegaram 9 rebotes ofensivos juntos, aproveitando formações mais baixas dos Warriors para se impor perto da cesta.

Já o trio Tatum, Brown e Smart só não fez chover dentro do TD Garden. Juntos, eles somaram inacreditáveis 77 pontos, 22 rebotes e 19 assistências na partida. Brown foi o cestinha com 27, mas Tatum e Smart não ficaram muito atrás, com 26 e 24, respectivamente.

>>> Flamengo inaugura arena de beach tennis na Gávea e dá rumo a espaço do beach soccer que ficou sem uso

Se alguém tinha alguma dúvida sobre a força dos Celtics ou esperava que a falta de experiência pesasse nas finais, a resposta veio alta e clara. Depois de sofrer uma derrota nesta edição dos playoffs, Boston venceu todas as sete partidas que disputou. Motivo de orgulho e cobrança do técnico Ime Udoka.

Jayson Tatum Jaylen Brown
Jayson Tatum Jaylen Brown

Celtics desempataram as finais da NBA contra os Warriors (Jesse D. Garrabrant/AFP)


- A mensagem é: jogamos nosso melhor depois das derrotas, mas agora é hora de dar o nosso melhor depois das vitórias - pediu o treinador.

A oportunidade para dar mais essa resposta não vai demorar: Boston Celtics e Golden State Warriors têm outro encontro marcado para esta sexta-feira, novamente no TD Garden, às 22h.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos