Ibañez cita 'ajuda' de Mourinho em sua convocação para a Seleção e diz: 'Sensação inexplicável'

Ibañez concedeu entrevista coletiva no primeiro dia com a Seleção Brasileira (Foto: Reprodução/CBF TV)


Em preparação para os amistosos contra Gana e Tunísia, a grande maioria dos convocados para a Seleção Brasileira já estão reunidos na França, onde fizeram o primeiro treino pensando nesses dois jogos. O dia também foi de entrevistas coletivas com os novatos. Além de Bremer, Ibañez falou com os jornalistas sobre sua sensação de estar com a Amarelinha e revelou ajuda de Mourinho na Roma.

GALERIA
> Veja a convocação da Seleção Brasileira para os amistosos

TABELA
> Veja tabela e simulador da Copa do Mundo-2022 clicando aqui

Apesar de ter participado de praticamente todo o ciclo olímpico para os Jogos de Tóquio, o zagueiro acabou ficando fora da lista final para o torneio de futebol, que acabou com a medalha de ouro para o sub-23 do Brasil. Mesmo assim, essa ausência não encurtou seu caminho para a Seleção principal e agora ele está com o grupo de Tite.

- Do jeito que eu penso, tudo acontece quando Deus quer, eu acredito muito nisso. Fiz parte do ciclo do todo, tive a experiência de vestir a camisa da Seleção na sub-23, mas não fiz parte da Olimpíada, não sei te dizer se seria mais rápido (chegar na principal), mas eu continuei trabalhando da mesma forma e continuei com meu esforço para estar aqui hoje e do mesmo jeito valeu a pena - afirmou.

Pela primeira vez com a Seleção Brasileira principal, Ibañez não escondeu que está empolgado com a possibilidade de estar ao lado de nomes mundialmente conhecidos, como Thiago Silva, seu companheiro de posição, uma das suas referências na zaga.

- Primeiro dia aqui é uma sensação inexplicável, estar do lado de tantos atletas de alto rendimento, e o sentimento para a gente que é novo, é inexplicável. Hoje estar trabalhando do lado do Thiago Silva, no dia a dia, acho que eu vou poder tirar alguns exemplos disso.

Por fim, o zagueiro da Roma falou da importância do trabalho na Itália para a sua posição, principalmente quando é treinado por um especialista como José Mourinho. Ibañez, aliás, acredita que as dicas do português foram essenciais para a sua chegada na Seleção.

- Sobre a parte defensiva na Itália é um berço da defesa, a gente chega lá e eles já têm profissionais para você aprender o mais rápido possível o jeito que eles trabalham, então isso agrega bastante para a gente. Eu tive meu primeiro ano na Atalanta e foi uma experiência muito importante para mim, acho que agregou muito. E, do lado do Mourinho, dando dicas e ideias de como jogar na Itália, ajudou bastante a estar aqui hoje - finalizou o defensor.

Os convocados da Seleção Brasileira terão mais três dias de treinamentos antes de enfrentar Gana, na próxima sexta-feira, às 15h30 (horário de Brasília), em Le Havre, na França. No dia 27, em Paris-FRA, o adversário será a Tunísia, também às 15h30 (de Brasília). Serão os últimos amistosos antes da convocação final (7/11).