Há 10 anos, Seedorf chegava ao Botafogo; relembre passagem

Já são 10 anos desde que o futebol brasileiro vivenciou uma das maiores e mais incomuns contratações de sua história. Em 2012, Seedorf era anunciado como novo reforço do Botafogo, clube onde conquistou títulos, colecionou polêmicas e se aposentou deixando o clube classificado para a próxima edição da Libertadores. O EXTRA relembra a passagem do craque que divide opiniões, mas deixou a sua marca.

A contratação

Em junho de 2012, depois de uma longa negociação, Seedorf disse "sim" à proposta do Botafogo. Após deixar o Milan, o alvinegro superou a forte concorrência do Los Angeles Galaxy e acertou com o holandês por duas temporadas. Além dos norte-americanos, o meia também recusou ofertas de Inglaterra, China, Qatar e Abu Dhabi (Emirados Árabes).

A apresentação

No dia 7 de julho, Seedorf foi apresentado à torcida alvinegra. Com direito a fogos e chuva de papel picado, ele entrou em campo antes de a bola rolar para a partida diante do Bahia, no Nilton Santos.

- Boa noite, torcida. Muito obrigado pelo carinho. Cheguei. Agora tudo vai começar. Obrigado por tudo, pelo carinho. Na próxima semana eu vou começar a trabalhar para ajudar o Botafogo - disse, antes de tocar pela primeira vez na bola com a camisa alvinegra.

A estreia

Pela 11ª rodada daquele Campeonato Brasileiro, Seedorf estreou pelo Botafogo diante do Grêmio, no Nilton Santos. Mas o que tinha tudo pra ser uma noite de festa, virou de frustração. Na época, os gaúchos comandados de Vanderlei Luxemburgo venceram por 1 a 0, com gol marcado por Marcelo Moreno.

Primeiros gols e bons jogos

Em seu quarto jogo com a camisa do Botafogo, Seedorf marcou seu primeiro gol pelo Glorioso: em bela cobrança de falta na vitória diante do Atlético Goianiense. O primeiro gol no Nilton Santos foi diante do Sport, em outro triunfo. Diante do Cruzeiro, marcou para muitos o que foi o tento mais bonito de sua passagem, em vitória dentro do Independência.

Os títulos

Seedord conquistou seu primeiro e único título com o Botafogo em 2013. Na ocasião, a Taça Guanabara daquela temporada, após vencer o Vasco por 1 a 0. Posteriormente, bateria o Fluminense na decisão da Taça Rio para conquistar o título Estadual de maneira antecipada.

O holandês atingiria outro feito relevante no final da temporada: conseguiria classificar o Botafogo para a próxima edição da Libertadores. Ali, muitos passaram a tratá-lo como ídolo.

A aposentadoria

Mas Seedorf não disputou o torneio pelo Botafogo. No dia 14 de janeiro de 2014, o holandês anunciou em uma coletiva sua aposentadoria dos gramados. O meia foi homenageado pela diretoria do Botafogo e recebeu um quadro do presidente Maurício Assumpção.

— Vou parar de jogar futebol depois de 22 anos. Foi uma noite difícil, mas estou satisfeito com o que fiz na minha carreira, no que fiz com o Botafogo. Objetivo de voltar a sonhar, a disputar a Libertadores após 17 anos. Minha felicidade de poder ter deixado também em campo resultados importantes. Carioca foi um começo. Não acabou mal. Conseguimos a vaga na Libertadores. Todos aqui merecem — declarou.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos