Grand Finale da carreira de Federer termina em derrota na Laver Cup

O tenista Roger Federer chora ao lado de Rafael Nadal em sua despedida na Laver Cup. Crédito: Peter van den Berg-USA TODAY Sports

Por Martyn Herman

LONDRES (Reuters) - Certamente era impensável que a carreira repleta de troféus de Roger Federer terminasse com uma derrota, mas foi o que aconteceu quando o maestro suíço de 41 anos perdeu, ao lado de Rafael Nadal, em uma noite emocionante na Laver Cup nesta sexta-feira.

Diante de uma multidão de 17.500 pessoas na O2 Arena de Londres, Federer, vencedor de 20 títulos de Grand Slam, voltou depois de mais de um ano afastado para uma última dança ao lado de seu grande rival em um final emocionante e memorável às margens do Rio Tâmisa.

Com o relógio marcando bem depois da meia-noite, Federer teve a chance de selar a vitória no confronto de duplas quando serviu no match point em um tiebreak tenso e decisivo, mas os norte-americanos Jack Sock e Frances Tiafoe arruinaram o roteiro da noite.

Sock acertou um forehand vencedor para selar uma vitória por 4-6 7-6 11-9 para o time do Resto do Mundo. Após um breve momento de quase silêncio em torno da arena lotada, o público irrompeu para saudar um Federer emocionado.

A multidão de Londres teve que esperar pela chegada de Federer e Nadal, enquanto os favoritos britânicos Andy Murray e Alex De Minaur se envolveram em uma série de ralis intermináveis em partida de abertura da noite, vencida por De Minaur.

Os dois títulos de Wimbledon de Murray significam que ele é um ícone esportivo no Reino Unido, mas a noite foi toda sobre Federer - um jogador que reside no panteão de grandes nomes do esporte, juntamente Pelé, Tiger Woods, Michael Jordan e Muhammad Ali.

"Já fiz isso milhares de vezes, mas esta parece diferente. Obrigado a todos que estão vindo esta noite", postou Federer no Twitter no início do dia.

((Tradução Redação São Paulo))

REUTERS PB