Grêmio tenta efeito suspensivo por conta de punição do STJD

Grêmio tenta efeito suspensivo em pena do STJD sobre mando de campo (Foto: Reprodução/João Victor Teixeira)


No começo da semana, o Grêmio foi surpreendido pelo STJD e acabou punido em três jogos sem mando de campo por conta da briga da sua torcida no jogo com o Cruzeiro.

Preocupado com a possibilidade de ficar sem o torcedor nos últimos jogos do torneio nacional, o departamento jurídico entrou com um efeito suspensivo.

Caso não obtenha sucesso, o Tricolor vai disputar seus últimos três jogos como mandante na Série B a 100km da cidade de Porto Alegre.

Além da questão esportiva de não poder atuar em sua Arena, o Grêmio também foi punido no âmbito financeiro, com uma multa de R$ 100 mil.

Defesa

O presidente Romildo Bolzan saiu em defesa do clube e afirmou à imprensa que o Tricolor ajudou a identificar os ‘brigões’, o que deveria amenizar a punição.

- Efetivamente foi uma situação que entendo que o Grêmio não teve valorizada sua situação de ter feito praticamente 21 ou 22 denúncias. O Grêmio buscou esses torcedores que criaram o problema e notificou isso no processo. O que aconteceu foi que foi um acumulado de situações anteriores que o tribunal entendeu não excluir a responsabilidade do clube – disse o presidente Romildo Bolzan Júnior.