Governo do Rio não paga passagens, e delegação para Jogos da Juventude é prejudicada

Delegação do Rio de Janeiro estará muito desfalcada na competição (Foto: Divulgação/COB)


Nesta segunda-feira, o Governo do Rio de Janeiro informou aos 200 atletas da delegação para os Jogos da Juventude que não arcará com o custo das passagens para Aracaju. Poucos pais têm a condição de pagar o custeio da viagem, ou seja, o Rio será o único estado desfalcado para a competição, que começa na sexta-feira.

Alessandro Carracena, atual secretário estadual de Esporte e Lazer do Rio de Janeiro, assinou um comunicado aos atletas. Nele, o mandatário confirmou que as muitas tentativas de adquirir as passagens, mesmo não sendo da sua responsabilidade, se encerraram na última sexta-feira.

+ Vela: esperança de medalha em Paris, Mateus Isaac busca classificação para o Pan

Curiosamente, ou não, os estados assinaram um termo de responsabilidade com as passagens junto ao Comitê Olímpico do Brasil (COB). O próprio Alessandro Carracena, inclusive, é a assinatura que consta no documento.

Um dos grandes benefícios da competição, que contempla jovens de 12 a 17 anos, é o Bolsa Atleta. O programa consiste em um pagamento mensal, concedido pelo Governo Federal aos três melhores da modalidade.

De acordo com Joelma Nobre, mãe da atleta Jenny Nobre e moradora da maré, o governo do estado não está fazendo a sua parte. Enquanto o COB conseguiu se organizar para arcar com os custos de alimentação e estadia, as passagens não sairão e colocam em xeque a participação da jovem nos Jogos da Juventude.

+ Brasil confirma presença de campeões olímpicos no Sul-Americano de Assunção

- Está valendo o Bolsa Atleta. É a conquista da minha filha, ela quer conquistar mais coisas. Se essas passagens não vierem, a viagem não vai acontecer porque não tenho condições de enviar a minha filha para essa competição. O COB ficou responsável pela alimentação e estadia e o governo do estado pelas passagens. Sendo que o COB está fazendo a parte dele. E cadê o governo do estado? - disse, em entrevista ao jornal O Globo.

Enquanto o COB reafirma o termo de compromisso, a Secretaria Estadual de Esporte e Lazer (SEEL) informou que não teve tempo para realizar a licitação da compra das passagens. Além disso, o órgão revelou uma orientação da procuradoria geral.

+ Ana Marcela Cunha é confirmada como embaixadora dos Jogos da Juventude

VEJA TRECHOS* DO QUE DIZ A SECRETARIA

"Considerando o custo elevado, em função do número de integrantes na delegação do Rio de Janeiro, fomos orientados pela procuradoria geral do estado a não efetuarmos a compra através de dispensa de licitação, sendo necessário percorrermos todas as etapas do processo licitatório, mas não houve tempo hábil.

O fretamento de ônibus foi cogitado, mas em função da distância para Aracaju, onde acontecerão os Jogos da Juventude 2022, e considerando que todos os atletas são menores de idade, entendemos que a viagem com duração de dois dias entre Rio de Janeiro e Aracaju seria desgastante e arriscada. Para preservar a segurança de todos, descartamos essa hipótese.

A lista completa com os nomes de todos que iriam compor a delegação fluminense nos Jogos da Juventude 2022 só foi definida em 16/8/22. E a delegação viajaria entre 29/8/22 e 1/9/22. Sempre houve programação prévia por parte da secretaria, mas este ano atravessamos um cenário atípico, que foi o pós-pandemia, em que foi discutido a realização ou não das seletivas, o que de certa forma acabou por comprimir o calendário.

A recomendação da procuradoria baseia-se em lei, a qual limita os valores de dispensa de licitação sendo no presente caso o valor de obrigatoriedade de licitação. cerca de 130 pessoas, entre atletas, treinadores e staff técnico, e estará na disputa de 12 modalidades."

*disponibilizados pelo jornal O Globo