Globo é condenada a pagar R$ 150 mil após confundir torcedor do Palmeiras com ladrão

Palmeiras terá novamente um bom público para duelo pela Libertadores (Foto: Divulgação/Allianz Parque)


A TV Globo foi condenada, em primeira instância, a indenizar um torcedor do Palmeiras em R$150 mil que teria tido uma foto usada durante uma reportagem que apontava um crime ocorrido no aeroporto de Congonhas, em São Paulo. A informação foi publicada pelo jornalista Rogério Gentili, do 'Uol'.

O torcedor foi flagrado em reportagem da emissora durante uma abordagem policial no dia 12 de fevereiro, durante a final do Mundial de Clubes entre Palmeiras e Chelsea, realizado em Abu Dhabi.

+ Torcedores do Palmeiras zoam Corinthians após retomada da liderança; veja memes

Na ocasião, o torcedor foi encaminhado pela polícia a uma delegacia durante uma confusão na porta do Allianz Parque, onde torcedores se reuniram para assistir ao jogo.

No dia 16 de fevereiro, sua imagem foi usada durante o jornal 'Bom Dia São Paulo', em reportagem que apontava um roubo no aeroporto. Diante do caso, o torcedor processou a Globo e pediu indenização no valor de R$ 1 milhão.

+ Repórter da Globo detona ambiente do Flamengo: ‘Poço de vaidades, parasitas e desocupados’

O caso foi julgado pela juíza Thania Cardin, que avaliou o valor como 'excessivo', estipulando a indenização em R% 150 mil.

- Não há qualquer dúvida de que o autor [do processo] não era o agente do roubo no Aeroporto de Congonhas, muito embora, por equívoco injustificado, sua imagem tenha sido veiculada como tal - disse a juíza Thania Cardin.

O LANCE! pediu um posicionamento da Globo, mas não obteve retornou até a publicação desta matéria. Em caso de resposta, está nota será atualizada.

Em juízo, a emissora alegou que não teve responsabilidade pelo erro, já que teria veiculado a reportagem com informações oficiais. A Globo, que ainda poder recorrer da decisão, disse ainda que excluiu a reportagem de suas plataformas digitais.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos