Gatito vê direito da torcida em vaias ao Botafogo após empate e sinaliza renovação

Gatito durante o empate do Botafogo pelo Brasileirão (Foto: Vitor Silva/Botafogo)


O Botafogo decepcionou os mais de 30 mil presentes no Estádio Nilton Santos ao empatar com o América-MG por 0 a 0, neste domingo, pela 26ª rodada do Campeonato Brasileiro. Após a partida, ainda no campo, o goleiro Gatito Fernández falou sobre as vaias da torcida aos jogadores e os xingamentos ao técnico Luís Castro no apito final.

- A torcida sempre tem direito. Sabemos que estamos em um clube crescendo em todos os aspectos. Os resultados estão faltando no campo para trazer mais tranquilidade a eles - afirmou o goleiro, que prosseguiu:

- Faltou o gol, essa é a verdade. Acredito que até os 15 minutos do primeiro tempo a gente sofreu contra o América, eles tiveram algumas chegadas. Mas a partir disso tomamos o controle do jogo, faltou a bola entrar para sairmos com a vitória. Acredito que a gente continua evoluindo. Claro que com a vitória seria mais fácil falar isso - completou.

Veja a tabela do Campeonato Brasileiro

​Gatito completou, neste domingo, 100 jogos no Estádio Nilton Santos. Com contrato apenas até o final do ano, o goleiro vê uma renovação bem próxima com o clube onde tem grande identificação. Mesmo podendo assinar pré-contrato com outro clube, ele quer permanecer no Alvinegro.

- Botafogo é a minha casa. Sou muito feliz aqui. O clube já me deu muitas coisas, o Rio de Janeiro é uma cidade que eu formei uma família. Eles estão falando, acho que vai dar tudo certo. As duas partes estão no mesmo caminho - disse.

Com o resultado, o Botafogo sobe para 12º, com 31 pontos, abrindo seis do Z4. Agora, o time terá mais uma semana livre de treinamentos e volta a entrar em campo no próximo sábado, dia 17, diante do Coritiba, às 19h, no Estádio Nilton Santos.