Garotos brilham, Vasco goleia o Náutico e segue no G4 da Série B


Pressionado pelos resultados e queda de desempenho recente, o Vasco contou com o apoio da sua torcida e cumpriu seu papel nesta sexta-feira: vitória por 4 a 1 sobre o lanterna Náutico. Na reestreia de Jorginho em São Januário, alívio no clima e manutenção do Cruz-Maltino entre os quatro primeiros colocados da Série B do Brasileiro.

+ ATUAÇÕES: Meninos brilham em noite de goleada do Vasco

A vitória teve como destaques os garotos formados na Colina. Depois de Raniel abrir o placar, Eguinaldo, Andrey Santos e Figueiredo garantiram a vitória. Everton Brito descontou para o Timbu. Marlon Gomes também foi bem. O resultado levou o Vasco aos 48 pontos.

O Náutico, lanterna, segue com 27. Veja a classificação completa aqui.

INÍCIO DE MUITAS CHANCES E ERROS

Não faltou emoção nos 45 minutos iniciais em São Januário. Os times, precisando da vitória por motivos diferentes, foram para o ataque de cara e, com erros de ambos os lados, as oportunidades não tardaram a aparecer. A pontaria, contudo, não estava em dia. O Vasco finalizou oito vezes e só acertou duas - as dos gols. O Náutico, em nove tentativas, só acertou o gol uma vez - e o goleiro Thiago defendeu.

Vasco x Náutico
Vasco x Náutico

Eguinaldo marcou um belo gol (Foto: Foto: Daniel RAMALHO/VASCO)

APOSTAS DE JORGINHO INDICAM A VITÓRIA

Depois de 20 minutos lá e cá, o Vasco passou a sofrer menos riscos. Para abrir o placar, contou com a bola parada. Em escanteio cobrado por Nene, Andrey cabeceou e a bola bateu no braço de Maurício. O árbitro precisou ir ao VAR, mas marcou a penalidade. Aos 34, Raniel, com tranquilidade, deslocou Jean e pôs o Cruz-Maltino em vantagem.

O segundo gol veio com a participação de duas apostas de Jorginho para a partida. Paulo Victor acionou Eguinaldo na entrada da área. O atacante partiu para cima da marcação e bateu de chapa, cruzado, sem chance para o goleiro do Timbu: golaço do promissor atacante.

ANDREY SANTOS TRANQUILIZA A COLINA!

Se 2 a 0, no futebol, é um placar perigoso, Andrey Santos fez questão de tranquilizar os torcedores presentes na Colina logo após o intervalo. Em bate-rebate na entrada da área, a bola se ofereceu ao promissor volante. De primeira, o camisa 8 finalizou forte, e o desvio em Victor Ferraz matou qualquer chance de Jean defender: 3 a 0!

NÁUTICO INSISTE E FAZ O GOL DE HONRA

Com o 3 a 0 no placar, o Vasco diminuiu o ritmo e, aos poucos, o time de Dado Cavalcanti foi ocupando o campo ofensivo. Diferente da etapa inicial, as finalizações foram mais raras, mas mais eficientes.

Aos 23, Thomaz chutou forte da entrada da área e, após Thiago espalmar, a bola explodiu na trave. Três minutos depois, Paulo Victor cochilou e Everton Brito apareceu na área para marcar o gol de honra do Timbu, que seguiu em cima até o fim, mas não voltou a descontar.

FIGUEIREDO FECHA O PLACAR COM GOLAÇO!

A partida já se encaminhava para o fim, mas houve tempo para mais um garoto das divisões de base do Vasco brilhar. Aos 42, Figueiredo recebeu de Yuri pelo lado esquerdo, levou para o centro e acertou o ângulo do goleiro de Jean. Um golaço para fechar o placar na Colina!

FICHA TÉCNICA
VASCO 4 X 1 NÁUTICO

Data e hora:
16/09/2022, sexta-feira, às 19h
Local: São Januário, no Rio de Janeiro (RJ)
Árbitro: Braulio da Silva Machado (FIFA-SC)
Assistentes: Kleber Lucio Gil (FIFA-SC) e Henrique Neu Ribeiro (SC)
VAR: Daiane Caroline Muniz dos Santos (FIFA-SP)
Renda/Público: R$ 513.110,00/ 18.618 pagantes (19.152 presentes)/

Gols: Raniel (1-0, 34'/1ºT), Eguinaldo (2-0, 39'/1ºT), Andrey Santos (3-0, 2'/2ºT), Everton Brito (3-1, 27'/2ºT) e Figueiredo (4-1, 43'/2ºT)

Cartões amarelos: Thiago Rodrigues, Léo Matos e Eguinaldo (VAS); Jean, Maurício e Victor Ferraz (NAU)
Cartão vermelho: Não houve.

VASCO (Técnico: Jorginho)

Thiago Rodrigues; Léo Matos, Danilo Boza (Quintero, 21'/2ºT), Anderson Conceição e Paulo Victor (Edimar, 35'/2ºT); Yuri, Andrey Santos, Marlon Gomes (Gabriel Pec, 30'/2ºT)e Nenê (Alex Teixeira, 35'/2ºT); Eguinaldo e Raniel (Figueiredo, 30'/2ºT).

NÁUTICO (Técnico: Dado Cavalcanti)

Jean; Victor Ferraz, Maurício (Anilson, 20'/2ºT), João Paulo e Júnior Tavares (Pedro Vitor, 24'/2ºT); Souza, Thomaz (Julio, 24'/2ºT), Jobson (Luis Felipe, 24'/2ºT) e Jean Carlos; Everton Brito e Geuvânio (Kieza, 39'/2ºT).