'Galo não tem os R$ 100 milhões do Flamengo' diz presidente do clube mineiro sobre reforços

Sérgio Coelho, presidente do Atlético-MG, fez comparativo com o Flamengo (Foto: GaloTV)


A diretoria do Atlético-MG tem sido bem clara quando perguntada sobre chegada de novos jogadores para o clube. Com mais de R$ 1 bilhão em dívidas, é improvável que o clube faça grandes investimentos no futebol neste momento. A situação ficou ainda mais clara com as declarações do presidente Sério Coelho para a Rádio Itatiaia. O dirigente fez um comparativo com o Flamengo para explicar o caso do Galo.

- O Atlético não tem R$ 100 milhões para fazer como o Flamengo fez recentemente, para trazer jogadores. Nossa realidade é essa, gente. Não tem. E não vamos querer iludir o torcedor dizendo que nós vamos montar, para o ano que vem, um time cheio de craques. O que a gente está tentando fazer e estamos conseguindo é reforçar o time sem ter que investir nos direitos federativos - explicou o presidente.

+ No clima do Rock in Rio, veja escudos de clubes misturados com bandas de rock

Sérgio Coelho demonstra a mesma postura passada pelo diretor executivo Rodrigo Caetano: apenas contratações pontuais e reposições de possíveis perdas de peças.

- É um trabalho muito bem feito de contratar jogadores da forma que a gente está contratando. Nós trouxemos jogadores de peso. Chegaram Jemerson, Pedrinho, Allan Kardec, Pavón, Ademir e Otávio. Então a nossa condição, hoje, dentro da nossa realidade, é trazer jogadores com esse perfil, o que não é fácil de achar - completou Sérgio Coelho.