Gabriel Jesus diz que discordância com Guardiola definiu saída

Guardiola foi o responsável pela contratação de Gabriel Jesus para o Manchester City. Foto: Nick Potts/PA Images via Getty Images
Guardiola foi o responsável pela contratação de Gabriel Jesus para o Manchester City. Foto: Nick Potts/PA Images via Getty Images

O atacante Gabriel Jesus revelou que decidiu deixar o Manchester City por não concordar com a forma de jogador do treinador Pep Guardiola. O brasileiro trocou a equipe pelo Arsenal após seis temporadas no clube que o levou para a Europa. Curiosamente, foi Guardiola quem o convenceu a trocar o Palmeiras ainda muito jovem pela equipe de Manchester.

Segundo Jesus, o comandante dos Citiziens queria vê-lo jogando como ponta-direita, e não como centroavante, posição em que o brasileiro se destacou desde a base e que atua na Seleção Brasileira. Além disso, o estilo de jogo do icônico técnico tem como premissa a posse de bola com os meio-campistas, fazendo os atacantes participarem pouco da partida.

Leia também:

“Eu fui muito feliz no Manchester City. Não é que eu estava infeliz lá, mas também tive que aceitar a forma como o time queria que eu jogasse, e isso era algo claro. O negócio era a forma que ele (Pep Guardiola) entendia o futebol e o que ele queria. Aí vai de você aceitar isso ou não. Se você não aceita, é "obrigado", e vamos embora para outro desafio”, disse o atacante em entrevista à ESPN.

“Eu aceitei por um momento, mas chegou um momento que falei: "Quero outra coisa para mim". Agradeci, ele entendeu e vamos embora."

Ao optar por deixar o City, Jesus acertou com o Arsenal em transferência de 45 milhões de libras (R$ 267,86 milhões) na última janela europeia. O jogador releva estar bastante feliz no novo desafio, principalmente com o apoio do novo treinador, Mikel Arteta.

“Conversei bastante com o Arteta sobre o modo de jogo, ele me conhece, eu o conheço, entendi o que ele queria de mim. Agora, estou solto em campo, jogando bola com um sorriso no rosto e tentando fazer meu máximo sempre”, disse.