TOP 10: Os melhores brasileiros na Europa em 2012

Mesmo com a Seleção despencando no Ranking da Fifa, vários brasileiros se destacaram no futebol europeu em 2012. Confira a lista!

Ramires (Chelsea): O meia dos Blues vem se firmando como um dos principais jogadores brasileiros na Europa. Titular absoluto na equipe inglesa, foi um dos destaques da equipe de Londres em 2012, conquistando a inédita Liga dos Campeões, além da Copa da Inglaterra, onde marcou um dos gols no triunfo sobre o Liverpool.

Felipe Melo (Galatasaray): Se 2010 foi um ano para Felipe Melo esquecer, 2012 pode ser considerado como a volta por cima do volante. Emprestado ao Galatasaray, virou ídolo da apaixonada torcida, foi peça fundamental na conquista do campeonato turco, na classificação às oitavas da Liga dos Campeões e voltou a sonhar com uma vaga na seleção brasileira. Além disso, foi destaque na partida contra o Elazigspor, quando teve que ocupar a vaga do goleiro Muslera, expulso após cometer pênalti aos 45 minutos do segundo tempo. Vestiu as luvas, foi para a meta e como um típico camisa 1 fez a defesa que garantiu a vitória por 1x0.

Thiago Silva (Milan e PSG): Titular absoluto da seleção, o zagueiro que chegou a ser considerado o novo Maldini, ajudou o Milan a conquistar o scudetto do Campeonato Italiano, após 7 anos de jejum. Ao fim da temporada foi vendido ao PSG por R$125 milhões, onde segue jogando em alto nível e ajudou sua equipe a conquistar o primeiro lugar em seu grupo na Liga dos Campeões. Todo esse trabalho foi reconhecido pela UEFA, que incluiu o jogador na lista dos 40 melhores do ano que o público irá escolher para formar a seleção do futebol europeu.

Hernanes (Lazio): Destaque e principal responsável por levar a equipe da capital italiana de volta à parte de cima da tabela, o jogador novamente vem fazendo uma boa temporada pela Lazio, com seis gols e três assistências no Calccio. Suas boas atuações despertaram o interesse da Inter de Milão, que considera o meia o substituto ideal para o holandês Sneijder, que dificilmente renovará seu vínculo com o clube de Milão.

Diego Alves (Valencia): Após seguidas temporadas se destacando no campeonato espanhol, o goleiro teve em 2012 a chance de se firmar como titular da seleção brasileira e parece que não deixará escapar a oportunidade de ser o camisa 1 de 2014. Muito seguro, confiante e com uma invejável capacidade de pegar pênaltis, Diego Alves tem tudo para tomar conta da meta brasileira por muito tempo. Uma curiosidade: Diego é o único goleiro que já pegou pênalti de Messi e de Cristiano Ronaldo, os 2 melhores jogadores do mundo na atualidade.

David Luiz (Chelsea): Contratado junto ao Benfica em 2011, o zagueiro vive seu melhor momento em Londres. Titular absoluto na zaga do Chelsea e da seleção brasileira, o defensor se firma cada vez mais como um dos melhores do mundo na posição. Nem mesmo o segundo lugar no Mundial de Clubes tirou o brilho do jogador, que foi um dos principais jogadores da competição, levando o troféu Bola de Prata, como segundo melhor do torneio.

Diego (Atlético de Madrid e Wolfsburg): Após algumas temporadas sem brilho, o ex-santista voltou a se destacar em 2012. Emprestado ao Atlético de Madrid, o jogador foi um dos destaques da equipe na campanha que resultou no título da Liga Europa, diante do Athletic Bilbao. De volta ao Wolfsburg no início da temporada, o meia segue se destacando e assumiu papel de protagonista na equipe alemã.

Marcelo (Real Madrid): Titular absoluto da equipe merengue, além de um dos jogadores favoritos de José Mourinho, o lateral viveu sua melhor temporada na equipe espanhola, que finalmente quebrou a sequência de títulos catalã. Com a ajuda de Cristiano Ronaldo, forma, na opinião de muitos, o lado esquerdo mais forte do futebol mundial, infernizando as defesas adversárias. Presença constante nas listas de Mano Menezes, tem tudo para seguir dono da camisa 6 e ser o titular na Copa de 2014.

Willian (Shakhtar Donetsk): Sempre que um jogador brasileiro aceita uma proposta do leste europeu, a tendência é o atleta retornar rapidamente, usando o discurso de sempre: frio, idioma, adaptação ao estilo de jogo etc. Willian foi na direção oposta e se tranformou em peça chave da equipe ucraniana. Em 2012, foi um dos responsáveis pela classificação da equipe às oitavas da Liga dos Campeões, deixando pra trás o poderoso e milionário Chelsea, atual campeão da competição.

Oscar (Chelsea): Contratado junto ao Internacional em julho, o jovem meia foi sucesso imediato em Londres. Destaque para os golaços diante de Shakhtar e Juventus pela Liga dos Campeões. Em 2012 também se firmou como camisa 10 da Seleção Brasileira.