Novas modalidades e provas olímpicas

Como acontece em toda edição dos Jogos Olímpicos, Tóquio-2020 terá algumas novidades no programa de disputas. Saiba quais são as modalidades e provas que serão introduzidas no maior evento do esporte mundial,

Por Vinicius Galante

Novas modalidades e provas olímpicas

Equipe mista (triatlo) – Além das competições na categoria masculina e na feminina, o triatlo terá também a disputa por equipes em 2020. Os times são formados por dois homens e duas mulheres e cada atleta precisa completar as provas de corrida, natação e ciclismo. Foto: AP

Novas modalidades e provas olímpicas

Tênis de mesa (Duplas mistas) – Assim como o tênis de quadra, o tênis de mesa também passará a ter a competição de duplas mistas a partir da Olimpíada de 2020. Bom para a China, que domina com folga a modalidade. Foto: AP

Novas modalidades e provas olímpicas

BMX Freestyle Park – A competição de BMX também terá a prova de estilo livre em circuito fechado a partir de 2020. Os competidores desta modalidade fazem manobras e ganham pontos de acordo com o desempenho. Foto: AP

Novas modalidades e provas olímpicas

Competição por equipes (judô) – Modalidade que mais deu medalha para o Brasil na história dos Jogos, o judô terá agora uma disputa por equipes. O atleta que vencer uma categoria ganha um ponto para seu time. Foto: AP

Novas modalidades e provas olímpicas

1500 m livre feminino (natação)- As mulheres também ganharão mais uma prova olímpica e agora disputarão medalha nos 1500 m livre, que passa a ser maior distância para elas nas piscinas. Foto: AP

Novas modalidades e provas olímpicas

800 m livre masculino (natação) – A natação terá mais duas provas de fundo no programa olímpico. A prova dos 800 m livre, que já era disputada entre as mulheres, também ganhará versão para homens. Foto: AP

Novas modalidades e provas olímpicas

Revezamento 4 x 400 m misto (atletismo) – Também o atletismo terá competições mistas a partir dos Jogos Olímpicos de 2020. A primeira disputa neste formato será o revezamento 4 x 400 m . Foto: AP

Novas modalidades e provas olímpicas

Revezamento 4 x 100 m misto (natação) – A Olimpíada de 2020 também marcará o início das disputas mistas na natação. A primeira prova em que isso ocorrerá é o revezamento 4 x 100 m livre. Foto: AP

Novas modalidades e provas olímpicas

Basquete 3 x 3 – Vertente surgida nas ruas, o basquete 3 x 3 também será introduzido na Olimpíada em 2020. A modalidade é disputada em apenas um cesto, com três atletas de cada lado. Ganha a partida quem fizer 21 ou mais pontos primeiro. Foto: AP

Novas modalidades e provas olímpicas

Caratê – Depois de muitas tentativas, o Caratê finalmente vai estrear no cronograma olímpico em 2020. Com grande tradição na modalidade, o Brasil tem boas chances de ganhar medalha. Foto: AP

Novas modalidades e provas olímpicas

Softbol – Versão feminina do beisebol, o softbol foi disputado nas Olimpíadas entre 1996 e 2008, quando o campeão foi justamente o Japão, anfitrião dos próximos Jogos. Todas as outras edições foram vencidas pelos Estados Unidos. Foto: AP

Novas modalidades e provas olímpicas

Escalada – A escalada vai estrear nas Olimpíadas em 2020, com seis medalhas em disputa (três no feminino e mais três no masculino). O vencedor será o competidor que tiver o melhor desempenho em três categorias: velocidade, dificuldade e bloco. O Brasil não tem atletas na elite do esporte. Foto: AP

Novas modalidades e provas olímpicas

O Beisebol já esteve no programa olímpico entre 1992 e 2008, voltará a ser disputado em Tóquio-2020. Cuba é a maior vencedora da história, com três medalhas de ouro. Estados Unidos e Coreia do Sul foram campeões uma vez cada. Foto: AP

Novas modalidades e provas olímpicas

Skate – O skate também estará em disputa nos Jogos Olímpicos de 2020. Com grande tradição na modalidade, o Brasil deve ter até 12 representantes nas competições na capital japonesa. Foto: Getty Images

Novas modalidades e provas olímpicas

Surfe – O surfe finalmente entrará no calendário olímpico em 2020. Os brasileiros Gabriel Medina e Adriano de Souza, o Mineirinho, foram campeões do WCT, principal competição da modalidade, nos anos de 2014 e 2015, mas os países com mais tradição nas competições são Estados Unidos e Austrália. Foto: AP

Novas modalidades e provas olímpicas

Competição por equipes (esgrima) – A exemplo do judô, a esgrima também terá prova por equipes nos jogos de Tóquio. O formato é igual ao do judô. Foto: AP