Não foi só Ronda! Relembre 10 grandes decepções da história do UFC

O aguardado retorno de Ronda Rousey ao octógono chocou o mundo da luta. Após passar mais de um ano afastada dos cages de MMA, ‘Rowdy’, favorita, foi nocauteada em apenas 48 segundos de luta por Amanda Nunes no UFC 207, evento realizado no último dia 30 de dezembro em Las Vegas (EUA), e sofreu a segunda derrota seguida na carreira. Com o resultado, o futuro da judoca no esporte segue indefinido. Confira outras grandes decepções na história do Ultimate

Decepções UFC

O aguardado retorno de Ronda Rousey ao octógono chocou o mundo da luta. Após passar mais de um ano afastada dos cages de MMA, ‘Rowdy’, favorita, foi nocauteada em apenas 48 segundos de luta por Amanda Nunes no UFC 207, evento realizado no último dia 30 de dezembro em Las Vegas (EUA), e sofreu a segunda derrota seguida na carreira. Com o resultado, o futuro da judoca no esporte segue indefinido. Confira outras grandes decepções na história do Ultimate – Rigel Salazar

Decepções UFC

A invencibilidade de José Aldo de quase dez nos cages de MMA se foi da pior forma possível. Após travar uma verdadeira batalha de provocações via imprensa e redes sociais com Conor McGregor, o brasileiro foi nocauteado em apenas 13 segundos pelo irlandês e perdeu o cinturão dos pesos-penas (66 kg) do UFC. Desde então, o ‘Campeão do Povo’ vem pedindo por uma revanche contra o ‘The Notorious’ – Diego Ribas

Decepções UFC

Em julho de 2013, o mundo viu acabar o reinado de Anderson Silva. Após de defender o cinturão dos pesos-médios (84 kg) por 10 vezes e permanecer invicto por 17 lutas, o ‘Spider’ foi nocauteado por Chris Weidman no UFC 162. Na revanche marcada para dois anos depois, o brasileiro sofreu uma séria lesão, fraturou a tíbia e não venceu um duelo oficialmente desde entao – Reprodução/site UFC

Decepções UFC

Stipe Miocic estragou a festa armada para Fabrício Werdum no UFC 198, evento que foi realizado em Curitiba no último dia 14 de maio. Em plena ‘Arena da Baixada’ lotada com mais de 45 mil torcedores, o americano silenciou o estádio ao nocautear o brasileiro ainda no primeiro round da luta principal do show e conquistar o cinturão dos pesos-pesados do Ultimate – Diego Ribas

Decepções UFC

Treinadores rivais no TUF Brasil 3 e escalados para se enfrentarem no UFC 175 em 2014, Wanderlei Silva e Chael Sonnen se desentenderam por diversas vezes durante o reality show. Em uma ocasião, o brasileiro chegou a partir para cima do rival, a briga quase se instaurou e a tensão para o duelo aumentou. Mas para a decepção dos fãs, os aguardado combate acabou sendo cancelado depois que o ‘Cachorro Louco’ fugiu de um exame antidoping surpresa e foi substituído por Vitor Belfort – Divulgação

Decepções UFC

Membro do Hall da Fama e campeão de três dos quatro primeiros torneios organizados pelo Ultimate, Royce Gracie retornou ao UFC em 2006 depois de mais de 10 anos para enfrentar Matt Hughes e levou uma surra. Lutando sob as novas regras do MMA – sem quimono, com limite de tempo e categorias de peso -, o brasileiro acabou nocauteado ainda no primeiro round – Divulgação UFC

Decepções UFC

A estreia de Fábio Maldonado nos pesos-pesados do UFC foi um desastre. Escalado para substituir Júnior ‘Cigano’ e encarar Stipe Miocic no TUF Brasil 3 Finale, o brasileiro acabou nocauteado pelo americano em apenas 35 segundos de luta em evento realizado em São Paulo. Bem perto de Sorocaba, sua cidade natal… – Jessica Portasio

Decepções UFC

Após uma excelente vitória por nocaute contra Jimi Manuwa, que lhe rendeu os prêmios de ‘Luta e Performance da Noite’, Alexander Gustafsson encarou Anthony Johnson em Estocolmo (Suécia), capital de seu país e decepcionou seus fãs. Ainda no primeiro round, o sueco foi superado pelos potentes socos do americano – Divulgação UFC

Decepções UFC

Conhecido não só pelo seu talento no octógono, mas também pelo extenso histórico de polêmicas e casos com a Justiça, Jon Jones voltou a decepcionar os seus fãs em 2016. Depois de ficar pouco mais de um ano afastado dos cages por ter fugido de um acidente de carro sem prestar socorro à vítima – o incidente lhe custou o cinturão dos meio-pesados do UFC (93 kg) -, o americano voltou a ser impossibilitado de subir nos cages após ser flagrado em um exame antidoping às vésperas de encarar seu arquirrival Daniel Cormier pelo título da divisão. Atualmente, ‘Bones’ está suspenso e só poderá voltar a lutar em julho de 2017 – Diego Ribas

Decepções UFC

Ex-campeão dos meio-médios (77 kg) do UFC, Jonhy Hendricks não parece mais o mesmo. Desde que perdeu o cinturão para Robbie Lawler em 2014, o americano saiu derrotado em três das quatro lutas que disputou e não bateu o peso em duas oportunidades. Se continuar assim o contrato de ‘Bigg Rigg’ com o Ultimate pode estar perto do fim… – Diego Ribas