Jogadores que não aprenderam a falar outro idioma atuando no exterior

Por Rodrigo Borges

Um dos grandes desafios de jogar fora do Brasil é aprender um outro idioma. Principalmente se esta nova língua é bem diferente do português, como acontece na Rússia, Ucrânia, China, Turquia e no Oriente Médio. Conheça alguns atletas brasileiros que deixaram o país e nunca aprenderam o idioma local.

Você já viu o app do Yahoo Esportes? Baixe agora!
Download para iOS
Download para Android
Download para Windows

Hyuri

O meia-atacante Hyuri, ex-Botafogo, passou dois anos no futebol chinês, de 2014 a 2016, e voltou ao país em fevereiro deste ano, após passagem pelo Atlético-MG. Ainda vê no idioma uma grande barreira. “Acho que pra falar seria necessário passar cinco anos seguidos”, diz. Foto: Getty Images

Vagner Love

Vagner Love defendeu o CSKA Moscou durante quase uma década. Tem pouco menos de 300 partidas disputadas, mas jamais aprendeu a falar russo. “A língua é muito difícil, nem passando a vida aqui dá pra aprender. Mas o tradutor sempre ajuda”, disse em uma entrevista em 2010. Foto: Getty Images

Hulk

Foram quatro anos de bom futebol no futebol da Rússia, mas insuficiente para que Hulk aprendesse o idioma com fluência. O ex-jogador do Zenit admite que nunca aprendeu a falar a língua local e que sempre usava os serviços do tradutor que tinha à disposição. Foto: Epsilon/Getty Images

Muriqui

Muriqui, atacante que no Brasil teve passagens por Vasco e Atlético-MG, brilhou no futebol chinês de 2010 a 2014. Pelo Guangzhou Evergrande, chegou a ser artilheiro da Superliga do país em 2011. Mas no idioma… “Só consegui aprender coisas bem básicas, não mais que isso”. Foto: Getty Image

Thiago Neves

Foram cinco anos no total vivendo no Oriente Médio. Primeiro, de 2009 a 2011. Depois, de 2013 a 2016. Mas a complexidade para se compreender o árabe foi uma barreira para Thiago Neves, que defendeu o saudita Al Hilal e depois o Al Jazira, dos Emirados Árabes Unidos. Foto: Getty Images

Márcio Mossoró

O meia brasileiro, que defende o Istanbul Basaksehir, ainda não conseguiu vencer a barreira do idioma, mesmo jogando há três anos na Turquia. O ex-jogador do Internacional ainda depende de ajuda de tradutor ou amigos que falem turco. Foto: Getty Images

Rivaldo

Depois de quatro anos no futebol grego, primeiro no Olympiakos e depois no AEK, Rivaldo não conseguiu falar o idioma do país. A mesma dificuldade encontrou ao sair da Grécia e ir para o Bunyodkor, do Uzbequistão. Foto: Getty Images

Douglas Costa

Douglas Costa chegou ao Bayern de Munique em 2015 e, dois anos depois, ainda não falava alemão. Em janeiro deste ano, o clube disse que multaria jogadores que não aprendessem o idioma. Mas não foi problema para o atacante, que no meio do ano foi emprestado à Juventus. Foto: Getty Images