Grandes times da Europa que estão trocando de técnico

Por Luiz Anversa

A tão criticada dança de técnicos do Brasil também acontece na Europa. Nem mesmo os gigantes do Velho Mundo trazem estabilidade aos treinadores. Sem resultados, a cobrança fica cada vez mais forte. Conheça alguns grandes europeus que estão trocando de técnico para a próxima temporada:

Barcelona

A direção do time da Catalunha não se contentou nesta temporada apenas com a Copa do Rei e Luis Enrique deixou o comando técnico após três anos. Ernesto Valverde, ex-jogador do Barça e que comandou o Athletic de Bilbao nas últimas quatro temporadas, assume a responsabilidade. Foto: AP

Inter de Milão

Depois de um vexatório 7º lugar no Calcio, a diretoria do clube resolveu apostar em Luciano Spalletti, que levou a Roma ao vice-campeonato do Italiano, para o comando técnico do time. Foto: AP

Schalke 04

Os Azuis Reais tiveram uma temporada para se esquecer. Ficaram apenas na 10ª colocação da Bundesliga, no pior desempenho desde 2011, quando terminaram na 14ª posição. Sobrou para o treinador Markus Weinzierl. O cargo será ocupado por Domenico Tedesco, que comandava o Erzgebirge Aue, da Segunda Divisão. Foto: AP

Borussia Dortmund

Os grandes rivais do Schalke terminaram na 3ª colocação e conseguiram uma vaga direta na Liga dos Campeões. Mesmo ganhando a Copa da Alemanha (com direito a eliminar o poderoso Bayern na semi), Thomas Tuchel (no posto desde 2015) perdeu o cargo três dias depois do título. Quem assume é Peter Bosz, que levou o Ajax ao vice-campeonato da Liga Europa. Em quatro anos, é o 5º clube em que o holandês irá trabalhar. Foto: AP

Roma

Após dispender Luciano Spalletti, a vice-campeã do Calcio resolveu dar uma oportunidade a Eusebio Di Francesco, que fez grande trabalho no Sassuolo nas últimas temporadas (inclusive com uma vaga para a Liga Europa). Francesco fez parte do elenco romanista campeão italiano em 2001. Foto: AP

Porto

Após uma temporada sem nenhum título, a direção não pensou duas vezes e dispensou Nuno Espírito Santo, ex-goleiro dos Dragões. Já são quatro anos sem nenhum troféu! O escolhido para tentar sair da fila foi Sérgio Conceição, que estava no comando do Nantes. Conceição foi jogador do Porto entre 96 e 98, retornando na temporada mágica 2003/04, quando os Dragões ganharam a Liga dos Campeões em cima do Monaco. Foto: AP

Ajax

Mesmo com dois vices na temporada (Holandês e Liga Europa), o treinador Peter Bosz deixou o comando da equipe para aceitar o desafio de treinar o Borussia Dortmund. Até o fechamento deste texto, seu substituto no Ajax não havia sido anunciado. Foto: AP