Confira a seleção da 24ª rodada do Campeonato Brasileiro

90min

A 24ª jornada do Brasileirão não foi das mais inspiradas ofensivamente, com apenas 13 gols em 10 partidas. Apesar da estatística "pobre" para quem gosta de gols, a rodada pode ser considerada uma das mais importantes do campeonato até aqui, pelos clássicos pesados e movimentações na tabela. Confira quem mais se destacou neste final de semana: Presença constante nesta lista, Lomba novamente foi fundamental em uma vitória do Inter. Duas defesas sensacionais no Gre-Nal, inclusive um chute a...

<p>Presença constante nesta lista, Lomba novamente foi fundamental em uma vitória do Inter. Duas defesas sensacionais no Gre-Nal, inclusive um chute a queima-roupa de Geromel. </p>
Marcelo Lomba (Internacional)

Presença constante nesta lista, Lomba novamente foi fundamental em uma vitória do Inter. Duas defesas sensacionais no Gre-Nal, inclusive um chute a queima-roupa de Geromel.

<p>Com grande atuação, incluindo bela assistência para o gol de Deyverson, o experiente lateral voltou a ter um desempenho digno do status de "melhor da posição" no Brasil. </p>
Marcos Rocha (Palmeiras)

Com grande atuação, incluindo bela assistência para o gol de Deyverson, o experiente lateral voltou a ter um desempenho digno do status de "melhor da posição" no Brasil.

<p>Muita transpiração, atuação segura na defesa e um gol estilo centroavante após a bola pipocar na área em cobrança de escanteio: Digão foi o cara do Clássico Vovô. </p>
Digão (Fluminense)

Muita transpiração, atuação segura na defesa e um gol estilo centroavante após a bola pipocar na área em cobrança de escanteio: Digão foi o cara do Clássico Vovô.

<p>Apesar do começo complicado de partida para o Galo, a importante participação de Léo Silva, autor do gol de empate, iniciou a reação atleticana contra o Furacão. </p>
Léo Silva (Atlético-MG)

Apesar do começo complicado de partida para o Galo, a importante participação de Léo Silva, autor do gol de empate, iniciou a reação atleticana contra o Furacão.

<p>Ser lateral do Flamengo não é fácil, dada a cobrança constante que o setor vive. Mas Renê se superou com um golaço, abrindo caminho para vitória crucial contra a Chape.</p>
Renê (Flamengo)

Ser lateral do Flamengo não é fácil, dada a cobrança constante que o setor vive. Mas Renê se superou com um golaço, abrindo caminho para vitória crucial contra a Chape.

<p>Além de cumprir muito bem suas funções defensivas, Edenílson apareceu como "elemento-surpresa" na bola parada. Sua cabeçada mortal decidiu o clássico e recolocou no Inter no topo. </p>
Edenílson (Internacional)

Além de cumprir muito bem suas funções defensivas, Edenílson apareceu como "elemento-surpresa" na bola parada. Sua cabeçada mortal decidiu o clássico e recolocou no Inter no topo.

<p>Destaque no meio-campo do Fla, Diego foi quem mais procurou jogo e anotou, de pênalti, o gol que deu números finais à importante vitória contra a Chape. </p>
Diego (Flamengo)

Destaque no meio-campo do Fla, Diego foi quem mais procurou jogo e anotou, de pênalti, o gol que deu números finais à importante vitória contra a Chape.

<p>Sem maiores ajudas de seus companheiros de meio-campo, Nenê foi o único a brilhar no setor. Criou jogadas, arriscou finalizações e deu a assistência para Diego Souza marcar. </p>
Nenê (São Paulo)

Sem maiores ajudas de seus companheiros de meio-campo, Nenê foi o único a brilhar no setor. Criou jogadas, arriscou finalizações e deu a assistência para Diego Souza marcar.

<p>Imparável. Gabigol vive momento iluminado, com seis gols nos últimos quatro jogos do Peixe. Contra o Paraná, mais dois e artilharia isolada do Brasileirão. </p>
Gabigol (Santos)

Imparável. Gabigol vive momento iluminado, com seis gols nos últimos quatro jogos do Peixe. Contra o Paraná, mais dois e artilharia isolada do Brasileirão.

<p>Retornando ao time após suspensão, Diego Souza foi protagonista contra o Bahia. Fez um pouco de tudo e anotou o gol que sacramentou a vitória. </p>
Diego Souza (São Paulo)

Retornando ao time após suspensão, Diego Souza foi protagonista contra o Bahia. Fez um pouco de tudo e anotou o gol que sacramentou a vitória.

<p>Em seu primeiro dérbi como titular, Deyverson "roubou a cena" com muito apetite, movimentação, gol decisivo e, é claro, provocação ao rival.</p>
Deyverson (Palmeiras)

Em seu primeiro dérbi como titular, Deyverson "roubou a cena" com muito apetite, movimentação, gol decisivo e, é claro, provocação ao rival.

Leia também