Casos de superação no MMA

Lutadores que já enfrentaram muitos problemas em suas vidas, deram a volta por cima e hoje são referências no mundo do MMA.

 Antonio Rodrigo Nogueira foi atropelado por um caminhão quando tinha apenas 11 anos. Segundo os médicos, na melhor das hipóteses ele não andaria mais. A única marca do acidente que ficou em Minotauro, que já foi campeão dos pesos pesados do Pride e do UFC, foi uma cicatriz nas costas.
Antonio Rodrigo Nogueira foi atropelado por um caminhão quando tinha apenas 11 anos. Segundo os médicos, na melhor das hipóteses ele não andaria mais. A única marca do acidente que ficou em Minotauro, que já foi campeão dos pesos pesados do Pride e do UFC, foi uma cicatriz nas costas.
Antonio Rodrigo Nogueira foi atropelado por um caminhão quando tinha apenas 11 anos. Segundo os médicos, na melhor das hipóteses ele não andaria mais. A única marca do acidente que ficou em Minotauro, que já foi campeão dos pesos pesados do Pride e do UFC, foi uma cicatriz nas costas.
 Frank Mir foi atingido por um carro quando dirigia sua moto em setembro de 2004. As lesões o fizeram perder o título dos pesos pesados do UFC, conquistado apenas dois meses antes, por inatividade. Ele até se tornou alcoólatra depois que retornou a competir, em fevereiro de 2006, somando duas derrotas e uma vitória nada convincente. Porém, passada a má fase, voltou a ser um top da divisão.
Frank Mir foi atingido por um carro quando dirigia sua moto em setembro de 2004. As lesões o fizeram perder o título dos pesos pesados do UFC, conquistado apenas dois meses antes, por inatividade. Ele até se tornou alcoólatra depois que retornou a competir, em fevereiro de 2006, somando duas derrotas e uma vitória nada convincente. Porém, passada a má fase, voltou a ser um top da divisão.
Frank Mir foi atingido por um carro quando dirigia sua moto em setembro de 2004. As lesões o fizeram perder o título dos pesos pesados do UFC, conquistado apenas dois meses antes, por inatividade. Ele até se tornou alcoólatra depois que retornou a competir, em fevereiro de 2006, somando duas derrotas e uma vitória nada convincente. Porém, passada a má fase, voltou a ser um top da divisão.
Nascido surdo, Matt Hamill superou as dificuldades e o preconceito contra deficientes físicos para ser um atleta bem sucedido no MMA. Aos 35 anos, o lutador se aposentou com um cartel de dez vitórias e quatro derrotas. Ele prepara lançamento do filme O Martelo, seu apelido, que conta a trajetória dele no wrestling universitário.
Nascido surdo, Matt Hamill superou as dificuldades e o preconceito contra deficientes físicos para ser um atleta bem sucedido no MMA. Aos 35 anos, o lutador se aposentou com um cartel de dez vitórias e quatro derrotas. Ele prepara lançamento do filme O Martelo, seu apelido, que conta a trajetória dele no wrestling universitário.
Nascido surdo, Matt Hamill superou as dificuldades e o preconceito contra deficientes físicos para ser um atleta bem sucedido no MMA. Aos 35 anos, o lutador se aposentou com um cartel de dez vitórias e quatro derrotas. Ele prepara lançamento do filme O Martelo, seu apelido, que conta a trajetória dele no wrestling universitário.
Role para baixo para continuar lendo
Anúncio
 Nick Newell nasceu sem o antebraço esquerdo, fazendo com que braço termine pouco depois do cotovelo. Porém, isso por enquanto não tem sido um problema para o atleta, que ganhou as sete lutas que realizou até aqui.
Nick Newell nasceu sem o antebraço esquerdo, fazendo com que braço termine pouco depois do cotovelo. Porém, isso por enquanto não tem sido um problema para o atleta, que ganhou as sete lutas que realizou até aqui.
Nick Newell nasceu sem o antebraço esquerdo, fazendo com que braço termine pouco depois do cotovelo. Porém, isso por enquanto não tem sido um problema para o atleta, que ganhou as sete lutas que realizou até aqui.
 Rousimar Palhares vivia na roça da cidade de Dores do Indaiá (MG), plantando e cortando cana. Em momentos de dificuldade, Toquinho teve que comer ração de porco. Buscando uma vida melhor, o atleta foi para o Rio de Janeiro (RJ) e acabou adotado por Murilo Bustamante, líder da academia BTT (Brazilian Top Team).
Rousimar Palhares vivia na roça da cidade de Dores do Indaiá (MG), plantando e cortando cana. Em momentos de dificuldade, Toquinho teve que comer ração de porco. Buscando uma vida melhor, o atleta foi para o Rio de Janeiro (RJ) e acabou adotado por Murilo Bustamante, líder da academia BTT (Brazilian Top Team).
Rousimar Palhares vivia na roça da cidade de Dores do Indaiá (MG), plantando e cortando cana. Em momentos de dificuldade, Toquinho teve que comer ração de porco. Buscando uma vida melhor, o atleta foi para o Rio de Janeiro (RJ) e acabou adotado por Murilo Bustamante, líder da academia BTT (Brazilian Top Team).
 Tra Telligman sempre chamou atenção por competir no boxe e no MMA sem o lado esquerdo do peitoral. Ele sofreu um acidente de carro quando tinha 12 anos e desde então carrega a marca no corpo.
Tra Telligman sempre chamou atenção por competir no boxe e no MMA sem o lado esquerdo do peitoral. Ele sofreu um acidente de carro quando tinha 12 anos e desde então carrega a marca no corpo.
Tra Telligman sempre chamou atenção por competir no boxe e no MMA sem o lado esquerdo do peitoral. Ele sofreu um acidente de carro quando tinha 12 anos e desde então carrega a marca no corpo.
 Thiago Bodão , um dos participantes do TUF Brasil, teve um raro câncer no ombro quando era criança. Os médicos desenganaram sua mãe em duas oportunidades, sobre a chance de ele sobreviver. Vencida essa batalha, o médico afirmou que ele não poderia fazer nenhum tipo de esforço físico muito forte para o resto da vida. Ele virou lutador de MMA.
Thiago Bodão , um dos participantes do TUF Brasil, teve um raro câncer no ombro quando era criança. Os médicos desenganaram sua mãe em duas oportunidades, sobre a chance de ele sobreviver. Vencida essa batalha, o médico afirmou que ele não poderia fazer nenhum tipo de esforço físico muito forte para o resto da vida. Ele virou lutador de MMA.
Thiago Bodão , um dos participantes do TUF Brasil, teve um raro câncer no ombro quando era criança. Os médicos desenganaram sua mãe em duas oportunidades, sobre a chance de ele sobreviver. Vencida essa batalha, o médico afirmou que ele não poderia fazer nenhum tipo de esforço físico muito forte para o resto da vida. Ele virou lutador de MMA.
Priscila Belfort foi sequestrada no dia 9 de janeiro de 2004, dia em que começou um longo martírio para Vitor Belfort e sua família. No dia 31 do mesmo mês, ele venceu Randy Couture e se tornou campeão dos meio-pesados do UFC, mas nem comemorou. Derrotado na revanche marcada para agosto, o Fenômeno mal treinou direito para o duelo, mais preocupado em encontrar a irmã. Priscila nunca apareceu e em 2008 uma mulher admitiu tê-la matado.
Priscila Belfort foi sequestrada no dia 9 de janeiro de 2004, dia em que começou um longo martírio para Vitor Belfort e sua família. No dia 31 do mesmo mês, ele venceu Randy Couture e se tornou campeão dos meio-pesados do UFC, mas nem comemorou. Derrotado na revanche marcada para agosto, o Fenômeno mal treinou direito para o duelo, mais preocupado em encontrar a irmã. Priscila nunca apareceu e em 2008 uma mulher admitiu tê-la matado.
Priscila Belfort foi sequestrada no dia 9 de janeiro de 2004, dia em que começou um longo martírio para Vitor Belfort e sua família. No dia 31 do mesmo mês, ele venceu Randy Couture e se tornou campeão dos meio-pesados do UFC, mas nem comemorou. Derrotado na revanche marcada para agosto, o Fenômeno mal treinou direito para o duelo, mais preocupado em encontrar a irmã. Priscila nunca apareceu e em 2008 uma mulher admitiu tê-la matado.

Leia também