Atletas e treinadores que negaram o leste europeu

Por Caio Calazans (@cabrito13)

Um dos maiores pesadelos para os torcedores brasileiros são as janelas de transferências que costumam retirar dos nossos clubes os melhores jogadores. Antes exclusividade dos grandes centros, hoje regiões com menor tradição no futebol conseguem desfalcar os clubes nacionais. Mas há jogadores que recusam propostas de clubes, por exemplo, do leste europeu. Veja dez casos em que os jogadores não quiseram ir para esses locais.

Atletas e treinadores que negaram o leste europeu

Dagoberto (São Paulo)
Em agosto de 2010, seis meses antes de sair do São Paulo rumo ao Internacional, o atacante optou por permanecer no Morumbi depois de receber oferta de 4 milhões de Euros do Metalista, da Ucrânia. (Foto: Gazeta Press)

Atletas e treinadores que negaram o leste europeu

Rodriguinho (Corinthians)
Dos principais jogadores do líder do Brasileirão, Rodriguinho recusou jogar no Lokomotiv Moscou em agosto. Na época declarou que só sairia do Corinthians caso houvesse proposta irrecusável naquele momento. (Foto: Gazeta Press)

Atletas e treinadores que negaram o leste europeu

Vanderlei Luxemburgo (Cruzeiro)
Praticamente campeão brasileiro de 2003 com uma campanha sensacional no Cruzeiro, Luxemburgo, hoje no Sport Recife, não quis ir treinar os russos do Spartak Moscou. Ele pretendia comandar uma equipe de maior projeção na Europa e permaneceu no Cruzeiro. (Foto: Gazeta Press)

Atletas e treinadores que negaram o leste europeu

Rodrigo Caio (São Paulo)
No fim do ano passado, o zagueiro do Tricolor Paulista recebeu tentadora oferta do Zenit de São Petersburgo, Rússia. O montante era de 14 milhões de Euros (cerca de R$ 51 milhões), bem perto da multa rescisória. Além de recusar, o defensor renovou o contrato com o São Paulo em março. (Foto: Gazeta Press)

Atletas e treinadores que negaram o leste europeu

Ángel Romero (Corinthians)
Antes de cair nas graças da Fiel Torcida, o paraguaio recebeu uma proposta russa do Rubin Kazan, cujos valores não foram divulgados. O camisa 11 do Timão recusou a proposta e preferiu continuar no alvinegro. (Foto: Gazeta Press)

Atletas e treinadores que negaram o leste europeu

Ramires (Cruzeiro)
Logo após ganhar a medalha de bronze com a Seleção Brasileira nos Jogos Olímpicos de Pequim 2008, Ramires disse não a 7,5 milhões de Euros do Spartak Moscou (RUS), mesmo com o Cruzeiro topando vende-lo. O meia ficou no clube até o ano seguinte, quando seguiu para o Benfica (POR). (Foto: Gazeta Press)

Atletas e treinadores que negaram o leste europeu

Éverton Ribeiro (ex-Cruzeiro)
Hoje no Flamengo, o jogador havia acabado de chegar ao Cruzeiro quando recebeu uma oferta de 13 milhões de Euros do Spartak Moscou, da Rússia. Éverton recusou e disse que não gostaria de jogar no leste europeu ou no Catar naquele momento. (Foto: Gazeta Press)

Atletas e treinadores que negaram o leste europeu

Gabriel Gabigol (Santos)
Um ano antes de trocar o Santos pela Internazionale da Itália, o atacante não quis ir para o CSKA da Rússia, que ofereceu R$ 56 milhões ao Peixe. (Foto: Gazeta Press)

Atletas e treinadores que negaram o leste europeu

Dória (Botafogo)
Com apenas 17 anos e visto como grande promessa botafoguense, o zagueiro recusou propostas de Zenit e Lokomotiv Moscou, ambos da Rússia. Ele ainda ficou no clube da estrela solitária por mais um ano e se transferiu ao Olympique de Marselha, da França, em 2014. (Foto: Gazeta Press)

Atletas e treinadores que negaram o leste europeu

Thiago Maia (Santos)
O meia recebeu em janeiro uma proposta bastante atrativa do Zenit, da Rússia. Seriam 18 milhões de Euros (cerca de R$ 66 milhões). O clube da baixada gostou dos valores e apresentou a proposta a Thiago e seu empresário, mas o jogador preferiu ficar no Peixe. Ele foi vendido ao Lille da França em julho. (Foto: Gazeta Press)