Fluminense traz reforços pontuais na janela de transferência e foca em fortalecer a espinha dorsal de Diniz


O Fluminense não teve uma participação agressiva nesta segunda janela de transferência, mas focou em suprir as saídas recentes. Com apenas dois reforços pontuais, o clube procurou manter a espinha dorsal para dar sequência ao trabalho e a implementação do estilo de jogo de Fernando Diniz. Abaixo, o LANCE! traz um balanço do mercado tricolor.

Os principais investimentos ficaram por conta das oportunidades de mercado após a saída de Luiz Henrique, que assinou com o Real Bétis, da Espanha. Com isso, o foco foi em fortalecer o setor ofensivo, e o clube carioca sacramentou as chegadas da dupla de ataque Alan e Marrony.

+ Confira e simule a tabela do Campeonato Brasileiro

O primeiro é cria da base de Xerém e estava no futebol chinês (Beijing Guoan). Depois de 12 anos, o atacante ficou livre no mercado e seu retorno assinou até 2024. O segundo, por sua vez, foi revelado pelo Vasco e teve uma curta e fraca passagem pelo Atlético-MG. Cedido pelo Midtjylland, da Dinamarca, o jogador ficará no Tricolor, por empréstimo, até julho de 2023.

Além dos dois reforços anunciados, uma peça importante retornou de empréstimo e chega para ser uma opção no time de Fernando Diniz. O uruguaio Michel Araújo ficou meses no Al Wasl, Emirados Árabes, e está de volta.

+ ATUAÇÕES: Felipe Melo falha duas vezes e recebe a pior nota na derrota do Fluminense

Nas saídas, Luiz Henrique, um dos principais destaques do time no primeiro semestre, assinou com o Real Betis até 2028. Aos 21 anos, o jogador chegou ao clube com apenas 11 anos e desde então se destacou até fazer 118 jogos, com 14 gols e 13 assistências pelos profissionais.

Um dos maiores ídolos do Fluminense, Fred optou por encerrar sua vitoriosa carreira. Com um festa inesquecível, que ficará para sempre guardada na memória dos tricolores, o atacante realizou sua última partida dia 9 de julho contra o Ceará, no Maracanã.

Na defesa, Luccas Claro preferiu aceitar a proposta do Eyüpspor, da Turquia, e rescindiu com o clube, que receberá uma compensação financeira. O lateral-esquerdo Marlon também ingressou no futebol turco, no Ankaragücü. Muriel também foi um dos nomes que deixaram o clube em direção ao Limassol, do Chipre.

+ Após revés, Fernando Diniz diz que faltou intensidade ao Fluminense e destaca: 'Foi um ponto fora da curva'

Ao longo desta janela, o Fluminense conseguiu manter o jovem Matheus Martins, que tem atuado no lugar de Luiz Henrique. O jovem teve uma proposta da Udinese, da Itália, mas o clube recusou a proposta - as negociações ainda podem acontecer. Nino também tem mercado e segue sendo observado, mas nenhuma proposta concreta chegou à mesa tricolor.

Fluminense x Cruzeiro - Luiz Henrique
Fluminense x Cruzeiro - Luiz Henrique

Luiz Henrique assinou com o Betis (Marcelo Gonçalves/Fluminense FC)

QUEM CHEGOU

Alan:
Revelado pelo clube carioca, o atacante permaneceu doze anos no futebol chinês. Depois de ficar livre no mercado, ele chega mais experiente para reforçar o ataque tricolor. O jogador ainda não fez a sua reestreia por questões contratuais e lesão.

Marrony: O atacante foi revelado pelo rival Vasco, mas não teve uma passagem marcante pelo Atlético-MG. No futebol dinamarquês, ele não conseguiu e firmar e tentará no retomar a carreira sob o comando de Fernando Diniz.

QUEM RETORNOU

Michel Araújo: O jogador já pertencia ao Fluminense, mas estava emprestado ao Al Wasl, Emirados Árabes. Com o fim do contrato, o uruguaio está de volta e surge como opção no elenco tricolor para a sequência da temporada.

Fred - Fluminense 2 x 1 Ceará
Fred - Fluminense 2 x 1 Ceará

Fred se despediu do futebol com festa (Armando Paiva / Lancepress!)

QUEM SAIU

Luiz Henrique: Uma das maiores revelações do Fluminense nos últimos anos, o atacante assinou com o Real Betis até 2028. O atleta é mais uma das crias de Xerém a ganhar o mundo e ingressar no futebol do Velho Continente.

Fred:
Ídolo do Fluminense, o experiente jogador decidiu encerrar a carreira com diante de mais 63 mil tricolores no Maracanã. O ex-jogador também colocou os pés na forma ao entrar na Calçada da Fama do emblemático estádio.

Luccas Claro: Depois de perder espaço entre os titulares, o defensor aceitou uma proposta do Eyüpspor, da Turquia, e acertou a rescisão com o Fluminense. O clube carioca receberá uma compensação financeira, porém os valores não foram revelados.

Marlon,:
O jogador foi mais um a deixar o Fluminense e assinar com um clube turco: Ankaragücü. Ele abriu mão dos salários, e o clube carioca ficou com 30% de seus direitos econômicos. O lateral assinou até junho de 2024.

Muriel:
Contratado em 2019 pelo Tricolor, o arqueiro rescindiu de maneira amigável e assinou com o Limassol, do Chipre. Com a chegada de Fábio, o atleta ficou como terceira opção na posição e decidiu seguir novos rumos.

Athletico-PR x Fluminense - Nino
Athletico-PR x Fluminense - Nino

Nino foi sondado, mas segue no Flu (Mailson Santana/Fluminense FC)

OUTRAS NEGOCIAÇÕES

Matheus Martins:
O jogador tem sido o principal substituto de Luiz Henrique. Cria de Xerém, ele teve uma proposta da Udinese, da Itália, que foi recusada pelo Fluminense. A janela fecha nesta segunda-feira, e os italianos ainda podem tentar uma última cartada.

Nino: Destaque tricolor, o defensor é sondado pelo futebol do Velho Continente, mas o clube resistiu às investidas. No momento, nenhuma proposta concreta evoluiu para uma possível saída do jogador.