Fluminense sofre com janela de transferências em fases decisivas e é obrigado a buscar soluções

Diniz e VP à beira do gramado do Maracanã durante Fluminense x Corinthians (Foto: Marcelo Gonçalves / Fluminense FC)


A janela de transferências do meio do ano atingiu o enxuto elenco do Fluminense. A última saída confirmada foi a do volante Nonato, que foi vendido pelo Internacional ao Ludogorets, da Bulgária. Ao todo, foram cinco jogadores que deixaram o elenco para atuar em outros países, justamente num período decisivo da temporada, forçando Diniz a fazer mudanças para manter o nível do time.

>>> Saiba para quais times torcem as estrelas do Rock in Rio 2022

Com a saída de Nonato, que conseguiu se firmar nesta temporada e se destacou, Diniz terá que buscar algumas opções no elenco para substituir o jogador. Martinelli e Yago Felipe são os mais viáveis para fazer a função. No entanto, para o treinador, o problema fica ainda maior porque André está suspenso no jogo decisivo da semifinal da Copa do Brasil contra o Corinthians.

Antes de Nonato, o atacante Luiz Henrique foi outra peça-chave do time titular a ser vendido - para o Real Bétis, da Espanha. A joia de Xerém era um dos principais jogadores do time, sobretudo pela eficiência nos dribles e nos momentos de contra-ataque. Sem Luis Henrique, Diniz encaixou Matheus Martins entre os onze, e o jovem deu uma resposta muito rápida em campo.

No setor defensivo, o zagueiro Luccas Claro recebeu proposta do Eyüpspor, da Turquia, e acertou a rescisão com o Fluminense. O defensor deixou o Tricolor em uma situação em que David Braz estava machucado, o que fez Diniz relacionar apenas três zagueiros por jogo, causando ainda mais o desgaste físico. No entanto, Manoel e Nino conseguiram manter o bom nível de jogo.

+ VEJA A TABELA DO BRASILEIRÃO

Poucos utilizados, o goleiro Muriel e o lateral-esquerdo Marlon também pediram rescisão. O arqueiro foi atuar no Limassol, do Chipre, enquanto o lateral foi para o Ankaragücü, da Turquia. Na meta, Diniz não teve grandes problemas, pois Fábio e Marcos Felipe já mostraram segurança. No entanto, pelo lado esquerdo, o comandante encontra dificuldades para acertar o melhor jogador.

Improvisado, Caio Paulista teve sequência, mas, irregular, não caiu nas graças da torcida, que o critica costumeiramente. Até por isso, Cristiano voltou a ganhar chance recentemente, mas também não é opção confiável. Pineida, por sua vez, é pouco acionado.

Na janela do meio do ano, apenas Marrony e Alan foram contratados. O primeiro chegou por empréstimo junto ao Midtjylland, da Dinamarca, que custou aos cofres do clube 400 mil euros (R$ 2,2 milhões) de forma parcelada. O segundo chegou sem custos, pois rescindiu contrato com o Guangzhou Evergrande. O meia-atacante Michel Araújo retornou de empréstimo após uma temporada no Emirados Árabes.

Para evitar uma natural queda de rendimento, Diniz terá que encontrar soluções imediatas para não comprometer os resultados dentro de campo. O Fluminense volta a campo neste sábado para enfrentar o Athletico, na Arena da Baixada, às 19h. Até a 'decisão' contra o Corinthians, o Tricolor ainda enfrenta o Fortaleza no Brasileirão.