Fluminense sofre com falta de opções na defesa e aposta em retorno para reencontrar segurança


Antes visto como setor de segurança no Fluminense, o sistema defensivo vem passando por momentos de questionamentos. E não apenas pelos gols bobos sofridos em algumas partidas recentes, mas também pelas poucas alternativas nos últimos tempos. Se no início do ano eram seis nomes para o setor, agora são só três saudáveis e um em recuperação de lesão.

+ Convocação da Seleção Brasileira é nesta sexta! Veja quem pode aparecer na lista de Tite

O Tricolor começou 2022 com Nino, Manoel, David Braz, Luccas Claro, David Duarte, Matheus Ferraz e Luan Freitas no elenco. O último se machucou ainda na pré-temporada e nem chegou a estrear. Já Ferraz praticamente não foi utilizado e foi mais um a ter uma importante lesão no ligamento, sendo desfalque atualmente. Luccas Claro foi cedido ao Eyüpspor, da Turquia, durante a última janela de transferências.

​O Flu optou por não ir ao mercado repor, mesmo com a possibilidade de perder Nino para algum clube de fora ao longo da janela. A saída acabou não acontecendo, mas a saída do jogador teria sido problemática dentro do atual cenário. Quando esteve suspenso na derrota para o Athletico-PR, Manoel e David Braz foram os titulares e o jovem Cipriano, de 19 anos, ficou como opção para Fernando Diniz. David Duarte ainda se recupera de dores na coxa esquerda.

+ Veja a tabela do Campeonato Brasileiro

- Analisar o sistema defensivo pelos gols tomados é fácil. A gente ofereceu poucas chances aos adversários. Foram gols extremamente difíceis de acontecer (Palmeiras e Athletico). Não pode falar que o sistema defensivo está ruim. No Internacional, nós fomos mal como um todo. Estamos atentos para fazermos mais do que estamos fazendo. Estamos quebrando a cabeça para arrumar os detalhes. Hoje, era um cruzamento fácil de ser evitado e tivemos um desajuste na área. O Athletico não tomou gol, mas nós tivemos chances mais clara - avaliou Diniz após a derrota no último sábado.

Nino - Fluminense
Nino - Fluminense

Nino volta após cumprir suspensão (Foto: Marcelo Gonçalves/Fluminense)

Números comprovam importância de Nino

Em busca de reencontrar a segurança defensiva, o Fluminense conta com uma boa notícia para o duelo com o Fortaleza, no sábado. O capitão Nino está de volta após cumprir suspensão e será titular na partida de sábado, no Maracanã.

Alguns números comprovam a importância do zagueiro. Das 11 derrotas do Tricolor na temporada, Nino estava ausente em cinco. A última delas foi no último sábado contra o Athletico-PR, na Arena da Baixada. Além disso, de acordo com o SofaScore, ele é líder do clube nas estatísticas de cortes e interceptações no Brasileirão.

+ Retrospecto, quem mais jogou, artilheiros e mais: o raio-X dos 30 jogos de Diniz no Fluminense

Fluminense com Nino em 2022:
- 41 jogos
- 25 vitórias, 10 empates e 6 derrotas
- 69% de aproveitamento

Fluminense sem Nino em 2022:
​- 16 jogos
- 9 vitórias, 2 empates e 5 derrotas
- 60% de aproveitamento

Com Nino de volta, o Fluminense se prepara para encarar o Fortaleza no próximo sábado, às 19h, no Maracanã. A partida é válida pela 26ª rodada do Campeonato Brasileiro e terá transmissão em Tempo Real do LANCE!.