Fluminense não comunica, e Matheus Ferraz passa por nova cirurgia no joelho

Matheus Ferraz praticamente não foi utilizado em 2022 (Foto: Lucas Merçon/Fluminense FC)


Com apenas um jogo na temporada e sem ser relacionado há três meses, Matheus Ferraz não joga mais pelo Fluminense em 2022. O jogador teve uma nova lesão de ruptura de ligamento e precisou passar por cirurgia no joelho esquerdo. O LANCE! apurou que o procedimento aconteceu no dia 15 de julho, ou seja, há quase dois meses. O clube, porém, nunca informou oficialmente sobre isso.

A lesão veio à tona porque no último sábado, quando o Flu acabou derrotado pelo Athletico-PR, a expectativa era que o jogador aparecesse no banco de reservas. Nino, suspenso, e David Duarte, baixa de última hora, não viajaram, e quem acabou indo para a Arena da Baixada foi o jovem Cipriano, de 19 anos, ficando como opção para Diniz. David Braz e Manoel foram os titulares.

As notícias iniciais foram dadas inicialmente pelos canais "Raiz Tricolor" e "Sentimento Tricolor", e confirmadas pelo L!. O zagueiro de 37 anos agora está em fase de transição, mas em cirurgias como essa o período é demorado. Portanto, não é possível precisar em quanto tempo ele estará de volta ao campo.

Ferraz esteve em apenas 10 jogos do Fluminense na temporada, mas só entrou em campo no empate com o Boavista pelo Campeonato Carioca, quando jogou os 90 minutos. A última vez que foi relacionado foi contra o Juventude, em 5 de junho, mas nem saiu do banco.

Veja a tabela do Campeonato Brasileiro

O L! entrou em contato com a assessoria do jogador, que afirmou não ter maiores informações sobre a lesão, assim como o empresário revelou ao site "Netflu". O Fluminense optou por não se posicionar oficialmente sobre o ocorrido.

​O zagueiro, vale lembrar, renovou o contrato com o Fluminense no meio do ano passado, aumentando o vínculo, que inicialmente iria até junho de 2022, por mais seis meses. Portanto, ele fica sem contrato em dezembro. O caso dele, porém, pode ter que fazer o Tricolor renovar por mais algum tempo, já que o atleta precisa estar 100%.