Fluminense, Ministério Público e PM realizam encontro para adoção definitiva do QR Code dinâmico

Reunião foi realizada na última quinta-feira no Ministério Público, do Rio (Foto: Divulgação/Fluminense)


Em reunião realizada no Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro, na tarde da última quinta-feira, Fluminense, Polícia Militar e MPRJ avançaram nos entendimentos com o propósito de mudança do protocolo que exige ingressos físicos em jogos de grande apelo no estado. No encontro, discutiu-se a adoção do e-ticket com QR Code dinâmico como alternativa prática e segura para todas as partidas.

Ficou acordado que no próximo jogo do Fluminense no Maracanã, contra o Fortaleza, no dia 10 de setembro, o e-ticket com QR Code dinâmico continuará a ser adotado para os membros do Sócio Futebol. O objetivo é que o sistema seja aperfeiçoado a cada partida até que se estenda aos jogos de bandeira vermelha, como são classificados os que apresentam uma série de características de risco.

O Fluminense reforça que está empenhado na mudança por ser a forma mais eficaz de combater o cambismo, prática que prejudica diretamente seus torcedores, além de evitar o transtorno do deslocamento e das filas para retirada do ingresso físico. O clube já adotou a tecnologia com os sócios em cinco jogos, com o intuito de testar os procedimentos.

+ VEJA A TABELA DO BRASILEIRÃO

Na partida contra o Corinthians, pelo jogo de ida da semifinal da Copa do Brasil, no Maracanã, todos os torcedores, inclusive os sócios, foram obrigados a retirar os ingressos, o que gerou grande crítica por parte dos tricolores. Ao longo dos dias antes do duelo, muitas filas foram formadas nos pontos de retirada.