Fluminense foca no G4 para tentar reduzir diferença do orçamento previsto

Fluminense foca em reta final de Brasileiro (Foto: Mailson Santana/Fluminense)


O orçamento do Fluminense não passará perto do que estava previsto no início da temporada. O clube passou por eliminações e vê o título brasileiro cada vez mais distante com as boas atuações do Palmeiras. Com isso, a permanência no G4 se torna primordial para tentar reduzir a diferença do que projetado e do que o Tricolor irá receber ao término do ano. Além disso, uma vaga direta na Copa Libertadores não seria nada mal para o cenário financeiro.

No início da temporada, a diretoria divulgou a previsão do orçamento um pouco mais de R$ 67 milhões – bem superior em comparação a 2021 que era de R$ 38 milhões. Contudo, a meta não será atingida. Mesmo que se torne campeão brasileiro, o máximo que irá alcançar no acumulado são R$ 59,6 milhões.

Na atual circunstância, o Fluminense soma R$ 26,6 milhões, sendo R$ 16,8 milhões da Copa do Brasil (eliminado nas semifinais), R$ 5,5 milhões da Libertadores (eliminado na terceira fase) e R$ 4,3 milhões da Sul-Americana (eliminado na fase de grupos). O clube ainda conquistou o Campeonato Carioca, porém, não teve premiação.

+ VEJA A TABELA DO BRASILEIRÃO

Pelo Campeonato Brasileiro, o Tricolor está, até o momento, na terceira colocação, o que garantiria uma premiação de R$ 29,7 milhões. O vice-campeão ganhará R$ 31,3 milhões, o campeão receberá R$ 33 milhões e o quarto R$ 28 milhões.

Caso se mantenha entre quarto e segundo colocado, o Fluminense pode fechar a temporada com um orçamento de até 57,9 milhões em premiações. Como o título brasileiro, hoje, é complicado, se manter no G4 seria um alento financeiro para o clube, que superou as expectativas no Estadual, na Copa do Brasil e Brasileirão. Porém, foi abaixo nas competições internacionais.