Fluminense faz campanha por sócios, jogadores pedem e time tenta reatar relação por Maracanã cheio

Torcida do Fluminense comprou 56 mil ingressos em dois dias (Foto: Marcelo Gonçalves/Fluminense FC)


Dentro do campo a fase do Fluminense não é das mais estáveis, mas melhorou desde a chegada do técnico Fernando Diniz. Fora dele, a torcida segue desconfiada e ainda não conseguiu lotar o Maracanã. A vitória marcante sobre o Atlético-MG e a sequência no Rio de Janeiro podem ajudar o Tricolor a reatar a relação, que ainda passa pelo sonho do aumento do número de sócios. A primeira chance é neste sábado, contra o Atlético-GO, às 19h, pela 11ª rodada do Campeonato Brasileiro.

As eliminações precoces na Libertadores e na Sul-Americana pesam contra o time, mas os jogadores tem feito pedidos para que a torcida compareça em maior número. Depois do 5 a 3 na última quarta-feira, Paulo Henrique Ganso e Fernando Diniz deram voz mais uma vez aos apelos. Para o jogo deste sábado, são mais de 15 mil vendidos para uma carga de 40 mil nos setores Sul, Leste e Maracanã Mais. Até o clube vem divulgando as parciais na tentativa de incentivar os tricolores, algo que não vinha acontecendo.

Veja a tabela da Série A do Brasileirão

​Até a nona rodada, a média de pagantes do Fluminense era a oitava maior entre os clubes da Série A do Campeonato Brasileiro, com 23.058 pagantes em quatro jogos como mandante. Isso não contabiliza os quase 15 mil que estiveram presentes contra o Atlético-MG pagando (16.143 presentes), mas mostra que, como a própria torcida diz, são sempre os "mesmos 15 mil".

Dos quatro grandes do Rio, o Tricolor é o único que ainda não conseguiu mobilizar os torcedores. O Flamengo em crise é o líder do campeonato no quesito. O Botafogo vive a empolgação do novo momento com a SAF e o Vasco tem lotado São Januário (com capacidade menor, é verdade) e esgotou os ingressos para o jogo no Maracanã no próximo domingo.

- A torcida do Fluminense quando lota o estádio, é muito bonita de se ver. É menos um recado e mais um desejo do meu coração de ver o Maracanã lotado de tricolores. Os que estiveram aqui hoje fizeram parte dessa festa, nos apoiaram o tempo todo e eu gostaria de ver esse Maracanã lotado de tricolores, como eu vi em algumas ocasiões quando eu era jogador e vinha aqui. É uma torcida apaixonada, linda e quando lota o Maracanã, ela é o motivo de nossa alegria - disse Diniz após o jogo com o Galo.

- Cada jogo que passa fica marcado na história. Foi um belíssimo jogo, duas grandes equipes que sabem jogar um belo futebol. Vou até fazer um apelo já chamando o torcedor para sábado. Hoje tinha 15 mil pessoas. Que a gente possa trazer mais gente e a torcida de volta para apoiar nosso time para a ponta da tabela. Não tenho dúvida que sábado vai ter muito mais gente que hoje neste grande jogo. A torcida sempre abraçou a equipe. Sábado tem que estar junto com o time, 40 mil pessoas, 50 mil pessoas. Para poder nos empurrar para a ponta da tabela - afirmou Ganso.

CAMPANHA POR SÓCIOS

Mas 40 mil não é só o desejo do Fluminense de presentes no Maracanã neste sábado. O clube também tenta chegar a esse número no sócio-torcedor após o lançamento dos novos planos na última terça-feira. Atualmente são 38.241 adimplentes no programa, contagem que vem crescendo nos últimos dias. Algumas das grandes apostas são o programa de pontos e também o lançamento de um plano popular.

No Leste Raiz, com valor de R$ 35, o torcedor precisa ser maior de 18 anos com renda individual de até R$ 1.500 mensais. Assim, tem 100% de desconto no setor Leste Superior do Maracanã em jogos com mando de campo do Fluminense. Há limite inicial de 2 mil associados. Outro novo plano é o off-Rio, que aposta em experiências para o tricolor que está longe do time na maior parte do tempo.

Tentando embalar o torcedor, o Fluminense terá mais partidas em casa neste mês. Além do Atlético-GO neste sábado, às 19h, tem também o Avaí no domingo, 19, às 19h, Cruzeiro pela Copa do Brasil com data ainda a ser confirmada, mas entre 22 e 23, e o Botafogo como visitante em 26 de junho, às 16h.

* Estagiário sob supervisão de Luiza Sá

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos