FlaTV é novamente invadida por hackers e página é retirada do ar

Canal oficial do Rubro-Negro no YouTube fez uma transmissão 'diferente' da sua programação normal (Foto: Reprodução/YouTube)


A FlaTV, canal do Flamengo no YouTube, novamente apresentou alguns conteúdos diferentes na sua grade de programação. Na manhã desta segunda-feira (25), os torcedores foram surpreendidos por uma live do empresário norte-americano Elon Musk. De acordo com Bernardo Monteiro, diretor de comunicações do clube, o Rubro-Negro tenta resolver a situação com a plataforma.

+ Quem foi o craque do 1º turno do Brasileirão 2022? Redação do LANCE! escolhe os melhores

Por conta da situação, o YouTube retirou o perfil rubro-negro do ar. Esta foi foi a segunda vez que o Flamengo teve o canal hackeado. A primeira ocorreu no dia 27 de junho, há quase um mês atrás. Naquela ocasião, a página também foi retirado do ar, pois é protocolo da plataforma após ocorrer alguma invasão nos perfis.

Na web, diversos torcedores ironizaram situação. O conteúdo do Rubro-Negro deu lugar a uma live de bitcoin do empreendedor e filantropo norte-americano, Elon Musk.

+ Sobrevivente da tragédia da Chape é visto no meio da torcida do Flamengo

O diretor de comunicações do clube confirmou que o problema ainda não foi resolvido e o Flamengo está junto com YouTube para solucionar a questão. A página continua fora do ar.

Com isso, a transmissão da estreia da equipe Sub-19 na Liga de Desenvolvimento de Basquete será realizada pela FLA TV + e o Facebook oficial do clube. O jogo entre Minas e Flamengo começa às 15H.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos