Flamengo volta a vencer o São Paulo e é o primeiro finalista da Copa do Brasil

Jogadores do Flamengo comemoram o gol de Arrascaeta (Foto: REUTERS/Sergio Moraes)
Jogadores do Flamengo comemoram o gol de Arrascaeta (Foto: REUTERS/Sergio Moraes)

Confirmando a vantagem obtida na ida, o Flamengo cumpriu o seu papel e, ao vencer o São Paulo por 1 a 0 no Maracanã, garantiu seu lugar na decisão da Copa do Brasil. Com o placar agregado de 4 a 1 na semifinal, o time de Dorival Júnior chegará forte para buscar o título que falta à geração de Arrascaeta, autor do único gol da noite.

Agora, o Flamengo aguarda o vencedor da semifinal entre Corinthians e Fluminense, que se enfrentam em São Paulo, nesta quinta, após o 2 a 2 no Rio. As finais da Copa do Brasil serão em 12 e 19 de outubro.

Leia também:

Se o Rubro-Negro ainda está na decisão da Libertadores, o Tricolor tem a final da Sul-Americana, no dia 1º de outubro contra o Del Valle (EQU), como principal objetivo agora. Pelo Brasileirão, as equipes voltam a campo no domingo, às 16h. O Flamengo recebe o Fluminense, no Maracanã. Já o São Paulo visita o Ceará, no Castelão.

CENÁRIO SE REPETE: ARRASCAETA BRILHA!

Forçando o jogo pelo lado esquerda de ataque, o São Paulo repetiu o bom início de jogo que teve no Morumbi. Patrick e Rodinei travaram duelo particular, com o meia paulista levando a melhor no início. Em lance que foi à linha de fundo, obrigou Santos a trabalhar. Minutos antes, o goleiro do Flamengo havia defendido chute de Igor Vinícius e também de Luciano - em lance que foi marcado impedimento depois.

O que também não mudou foi a eficiência do ataque carioca. Em sua primeira finalização, Pedro balançou a rede, mas estava impedido. Aos poucos, o time de Dorival Júnior assumiu o controle do jogo e, com volume ofensivo, o gol parecia questão de tempo. Jandrei ainda fez ótima defesa em chute de Gabi, aos 30, mas, quando Arrascaeta ficou cara a cara com o goleiro do São Paulo, não teve jeito: 1 a 0.

A vantagem do Flamengo já era grande e aumentou, mas a missão do São Paulo seguia parecida: três gols e levaria a decisão aos pênaltis.

CHANCES PERDIDAS LÁ E CÁ

A segunda etapa começou com os times perdendo chances incríveis - e logo nos pés dos atacantes. Primeiro, Arrascaeta deixou Gabi em condições de marcar, mas o camisa 9 não conseguiu tirar de Jandrei.
No rebote, João Gomes cruzou, mas Pedro emendou por cima do gol.

Dois minutos depois, aos 6, a bola ficou viva na área do Flamengo e Luciano, de canhota, acertou a trave de Santos. O goleiro ainda estava caído quando Calleri finalizou, mas também mandou por cima.

SÃO PAULO SEM FORÇA PARA REAÇÃO

Os minutos passavam no Maracanã e ficava cada vez mais claro que o São Paulo não tinha mais forças para reagir. Assim, o Flamengo passou a atuar de maneira confortável e criar oportunidades seguidas. O placar não voltou a ser alterado, contudo. Em parte, devido à atuação de Jandrei, em parte à pontaria não tão em dia.

O placar magro não diminuiu em nada a festa da torcida do Flamengo. Os mais de 60 mil rubro-negros comemoram demais.

FICHA TÉCNICA
FLAMENGO 1X0 SÃO PAULO

Estádio:
Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Data e hora: 14 de setembro, às 21h45
Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (FIFA/GO)
Assistentes: Bruno Raphael Pires (FIFA/GO) e Bruno Boschilia (FIFA/PR)
Árbitro de vídeo: Pablo Ramon Goncalves Pinheiro (VAR-FIFA/RN)
Renda/Público: R$ 5.499.219,25 / 58.417 pagantes / 62.977 presentes

Gols: Arrascaeta (1-0, 36'/2ºT)

Cartões amarelos: Léo Pereira (FLA); Reinaldo, Wellington (SPO)
Cartão vermelho: Não houve.

FLAMENGO (Técnico: Dorival Júnior)

Santos; Rodinei, David Luiz, Léo Pereira e Filipe Luís; João Gomes (Matheus França, 43'/2ºT), Thiago Maia (Vidal, 24'/2ºT), Everton Ribeiro (Victor Hugo, 24'/2ºT) e Arrascaeta (Diego, 39'/2ºT); Gabi e Pedro (Everton Cebolinha, 39'/2ºT).

SÃO PAULO (Técnico: Rogério Ceni)

Jandrei; Igor Vinícius, Diego Costa, Léo e Reinaldo (Wellington, 21'/2ºT); Pablo Maia, Rodrigo Nestor, Alisson (Galoppo, 21'/2ºT) e Patrick (Talles, 34'/2ºT); Luciano e Calleri (Eder, 41'/2ºT)