Final da Copa Sul-Americana já é o maior deslocamento da torcida do São Paulo

Tricolores lotam as arquibancadas do Morumbi no último domingo, contra o Avaí (Foto: Rubens Chiri/São Paulo FC)


Pouco menos de 10 mil ingressos foram comprados pela torcida do São Paulo, uma procura abaixo do esperado. Mesmo assim, a final da Copa Sul-Americana, contra o Independiente Del Valle, do Equador, no sábado, às 17h (de Brasília), em Córdoba, na Argentina, ficará marcada como o maior deslocamento de tricolores para um jogo, na história.
A estimativa de entradas é da diretoria do São Paulo, visto que a Conmebol, responsável pela venda dos ingressos, não divulgou nenhuma parcial desde o início das vendas, na semana passada.

+ Relembre os campeões da Copa Sul-Americana de 2012 pelo São Paulo e onde estão atualmente

E recordes já estão sendo batidos. A Independente, maior torcida organizada do Tricolor, confirmou dez ônibus na caravana que organiza rumo à Argentina. É o maior número de sua história desde a fundação.

Pesquisa feita pelo LANCE! em jornais aponta o gigantismo desta viagem a Córdoba. Em 1977, por exemplo, quando a equipe venceu o primeiro título brasileiro sobre o Atlético-MG, no Mineirão, 'O Estado de S. Paulo' apontou que cerca de 8 mil tricolores foram até o estado vizinho acompanhar o jogo, decidido nos pênaltis após empate em 0 a 0.

Em 1986, a revista 'Placar' destacou uma briga entre as diretorias de São Paulo e Guarani pela carga de ingressos em mais uma final de Brasileirão. O Tricolor reservou 10 mil entradas para o duelo de ida, que terminou empatado em 1 a 1 no Morumbi. Na volta, contudo, o Bugre deu cerca de 5,5 mil bilhetes para o confronto no Brinco de Ouro, que terminou com o título dos visitantes nos pênaltis após emocionante empate em 3 a 3.

No terceiro título nacional do Tricolor, em 1991, nem adiantava a torcida criar expectativas. O Marcelo Stéfani, palco do duelo decisivo do clube ante o Bragantino, tinha capacidade para apenas 10 mil torcedores, e menos da metade disso foi disponibilizado aos são-paulinos.

Dos Mundial de Clubes, o de 2005 foi o que mais contou com a presença dos tricolores. Segundo o próprio L! à época, cerca de 2 mil deles atravessaram o mundo para ver o tricampeonato no Japão. O número é bem abaixo disso nas edições de 1992 e 1993, 1,2 mil e 800, respectivamente, segundo a 'Folha de S. Paulo'.

Depois do Del Valle abdicar da carga total de ingressos a que tinha direito (pediu apenas 1,5 mil), a Conmebol confirmou que o restante foi disponibilizados para o São Paulo, que ficou com mais de 23 mil bilhetes à disposição. As vendas continuam por meio da internet, no sítio https://sudamericana.eleventickets.com.

De acordo com a tabela divulgada, os ingressos da categoria três, destinados para comercialização dos clubes, custam US$ 57 (aproximadamente R$ 292). Já os da categoria dois, ao público geral, são vendidos por US$ 130 (cerca de R$ 665).