Finais NBA: Stephen Curry crava seu nome entre os maiores da história

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Curry faturou mais um título com o Golden State e segue escrevendo seu nome na história do basquete (Foto: Adam Glanzman / AFP)
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.


Wardell Stephen Curry II encerrou sua 13ª temporada na NBA - todas vestindo a camisa 30 do Golden State Warriors - com um ponto de exclamação. O armador de apenas 1,88m e 84kg pertence à mais alta prateleira de estrelas que já pisaram em uma quadra da liga norte-americana de basquete!

+ Fã do Boston profetizou título da NBA em tatuagem e errou; relembre outros casos

Os números e conquistas ajudam a explicar essa afirmação. Afinal, são quatro títulos em seis finais disputadas; dois prêmios de MVP (jogador mais valioso) da temporada regular, sendo o único a ser eleito unanimemente; sete seleções para o Jogo das Estrelas e para o time ideal da liga; dois títulos de cestinha da temporada; recordista absoluto em bolas de 3 pontos convertidas; e dono do melhor aproveitamento de lances livres na história da NBA (90,8%).

Mas deixar só os números explicarem a grandeza de Stephen Curry não faz jus a toda a revolução que o armador causou desde que entrou na liga. A capacidade de arremessar de qualquer distância e em qualquer situação de jogo - saindo do drible, em movimento ou recebendo uma assistência - mudou e vem moldando a NBA nos últimos anos.

+ Golden State Warriors é campeão: saiba os times com mais títulos da NBA

Hoje, se um jogador quiser entrar na NBA, independentemente da posição, ser capaz de converter uma bola de 3 não é mais um bônus, é uma necessidade. Algo pouco comum para pivôs 10, 15 anos atrás, o chute do perímetro virou regra. Uma regra que Curry ajudou a estabelecer com sua capacidade inigualável de maior arremessador da história.

Aos 34 anos, Curry parece fisicamente pronto para seguir os passos de LeBron James. O astro do Los Angeles Lakers segue jogando no mais alto nível aos 37 anos e vem estabelecendo um novo padrão em termos de durabilidade na carreira.

Alguns questionavam a posição do armador dos Warriors entre os 10 maiores da história, principalmente pela falta de um prêmio de MVP das finais. Curry esgotou mais essa narrativa com atuações magistrais na final contra o Boston Celtics. O prêmio individual que faltava não falta mais.

Com alguns bons anos pela frente e sem nenhuma conta pendente a resolver, Stephen Curry parece destinado a cravar ainda mais seu nome cada na história da NBA. Sorte a de quem vai poder acompanhar e assistir a mais esse capítulo, azar de quem vai ter de enfrentá-lo e tentar achar alguma resposta para tanta genialidade dentro de quadra.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos