Filipe Toledo conquista seu primeiro título mundial de surfe

O brasileiro Filipe Toledo em etapa da WSL no Rio de Janeiro. Imagem de Arquivo. REUTERS/Sergio Moraes/Arquivo

Por Lincoln Feast

(Reuters) - O brasileiro Filipe Toledo venceu nesta quinta-feira o o compatriota Italo Ferreira na final masculina da Liga Mundial de Surfe (WSL), no sul da Califórnia, e conquistou seu primeiro título mundial, confirmando sua reputação como o melhor surfista de ondas pequenas do planeta, e ampliando o domínio do grupo de atletas conhecido como "Tempestade Brasileira",

Toledo, de 27 anos, de Ubatuba, São Paulo, agora mora perto do local onde foram realizadas as finais, em Lower Trestles, a principal praia de pedras no sul da Califórnia.

Suas ondas longas e inclinadas, raramente acima da altura da cabeça, foram ideais para o repertório de Toledo, repleto de cortes e aéreos em alta velocidade.

"É um alívio, apenas. Todo o trabalho duro, sabe, nove anos, sacrificando muito, minha família - você sabe como é difícil deixar seu filho para trás", disse Toledo depois de abraçar sua família na praia.

O energético Filipinho, como é conhecido, travou uma série de batalhas para conseguir uma chance na decisão do título, levantando voo com consitência e fazendo giros de alto risco para derrotar o japonês medalhista de prata olímpico Kanoa Igarashi, e os australianos Ethan Ewing e Jack Robinson.

Toledo, Ferreira e Gabriel Medina são as principais figuras de um grupo coeso conhecido como "Tempestade Brasileira", e juntos conquistaram todos os títulos mundiais masculinos do esporte, com a exceção de dois, desde 2014, além da primeira medalha de ouro olímpica masculina, com Ferreira.

Na categoria feminina, a australiana Stephanie Gilmore conquistou o oitavo título mundial, superando a havaiana cinco vezes campeã mundial Carissa Moore.

((Tradução Redação São Paulo))

REUTERS PB