Filho de Michael Jordan é visto com a ex-esposa de Scottie Pippen

Larsa é mãe de quatro filhos do relacionamento de quase duas décadas com Scottie Pippen. Foto: Rodin Eckenroth/Getty Images
Larsa é mãe de quatro filhos do relacionamento de quase duas décadas com Scottie Pippen. Foto: Rodin Eckenroth/Getty Images

Ainda sem o início da temporada 2022/2023 da NBA, uma notícia abalou os bastidores da principal liga de basquete do mundo depois que o site de notícias TMZ publicou fotos do filho de Michael Jordan com a ex-mulher de Scottie Pippen.

Marcus Jordan e Larsa Pippen foram flagrados em um encontro duplo com outro casal no restaurante Zuma, em Miami.

Leia também:

"Testemunhas oculares nos disseram que eles estavam lá por cerca de 45 minutos e não havia sinais óbvios de afeto público entre eles. No entanto, nossas fontes dizem que Larsa parecia estar tentando manter um perfil discreto e ficou um pouco assustada quando percebeu que as pessoas a viram e estavam tirando fotos", relata o TMZ.

Larsa Pippen tem 48 anos e Marcus Jordan, o segundo filho de Michael Jordan, tem 31 anos.

Michael Jordan e Scottie Pippen conquistaram seis títulos da NBA juntos com o Chicago Bulls, só que a parceria dentro de quadra não parece estar vivendo um grande momento depois que ambos se aposentaram.

Principalmente após as duras críticas de Scottie no documentário “The Last Dance”: “os dois últimos episódios, como os oito anteriores, glorificaram Michael Jordan sem dar muito valor a mim ou meus companheiros de equipe”, reclamou um dos principais jogadores da dinastia dos Bulls.

"Agora, aqui estava eu, com 50 e poucos anos, dezessete anos desde o meu último jogo, vendo-nos ser rebaixados mais uma vez. Passar por isso pela primeira vez foi insultante o suficiente", disse o lendário jogador de basquete.

Scottie Pippen foi um pouco mais longe em seus ataques a Michael Jordan em 2021: “Vou ao ponto de dizer que Michael Jordan arruinou o basquete”, sentenciou.

"Nos anos 80, nos pátios das escolas, todo mundo jogava a bola, passando para ajudar o time. Nos anos 90, isso acabou. Todo mundo queria ser como Mike. Bem, Mike não queria passar, ele não queria rebote e não queria defender o melhor jogador rival. Ele queria que tudo fosse feito por ele e tudo feito por ele. Por isso acho que LeBron James é o melhor de todos os tempos. Ele faz tudo e envolve seus companheiros de equipe", explicou Pippen.