Fifa anula 'clássico da Anvisa' e pune Brasil e Argentina; CBF leva multa de R$1,6 milhão

Jogo de Brasil e Argentina acabou paralisado por agentes da Anvisa em São Paulo (Foto: NELSON ALMEIDA / AFP)


A Fifa confirmou, nesta terça-feira, o cancelamento da partida entre Brasil e Argentina, que seria realizada em setembro pelas Eliminatórias da Copa do Mundo do Qatar. A decisão acontece em comum acordo com as duas confederações, que retiraram seus recursos da Corte Arbitral do Esporte (CAS). A CBF e a AFA pediam os pontos do confronto.

Esse clássico é o que seria disputado no dia 5 de setembro do ano passado, na Neo Química Arena, em São Paulo. O jogo foi interrompido no início quando agentes da Anvisa invadiram o gramado do estádio do Corinthians para deter jogadores argentinos que haviam violado regras sanitárias do Brasil.

No caso do Brasil, a multa é de 300 mil francos suíços (R$ 1,624 milhão). Os argentinos pagarão metade desse valor, ou seja, R$ 812 mil. Nos dois casos, 25% das multas serão doadas para a Organização Mundial da Saúde (OMS) em apoio aos esforços para combater a pandemia da Covid-19.

Veja a tabela da Copa do Mundo

O confronto influenciaria em nada o resultado das Eliminatórias. A Seleção Brasileira terminou de forma invicta e disparada na frente, com 45 pontos em 17 jogos - seis a mais do que os argentinos.

Na última quinta-feira, a CBF já havia confirmado o pedido de cancelamento da partida após solicitação da própria comissão técnica da Seleção. A AFA também divulgou comunicado nesta terça divulgando o resultado.

Com a decisão, a CBF agora tenta fechar os últimos amistosos antes da Copa do Mundo. Os dois jogos estão engatilhados para serem realizados na Europa em setembro. Um deles contra a Tunísia e o outro contra a Argélia. Os jogos estão previstos para os dias 22 e 27 de setembro.

VEJA O COMUNICADO DA CBF:

"Pela presente, a CBF informa que, no âmbito do processo disciplinar referente aos incidentes ocorridos na partida Brasil-Argentina em 5 de setembro de 2021, AFA, CBF e FIFA resolveram o litígio perante a Corte Arbitral do Esporte (CAS).

A CBF e a AFA assumiram suas respectivas responsabilidades pelos eventos que levaram ao abandono da Partida, conforme constatado pelos Órgãos Judiciais da FIFA, e que devem sofrer a sanção pertinente.

Como resultado, a CBF foi condenada a pagar uma multa total de CHF 300,000, metade da qual foi suspensa por um período probatório de dois anos.

Metade da multa pagável (25% da multa total) deverá ser doada diretamente pela CBF à Organização Mundial da Saúde (OMS), em apoio aos seus esforços contínuos no combate à COVID-19.

Por fim, a partida Brasil-Argentina não será mais repetida, e a data relevante permitirá, portanto, que nossa seleção faça um amistoso em preparação para a Copa do Mundo Qatar 2022.

A CBF agradece à FIFA pela disposição e disponibilidade para resolver este problema nestas circunstâncias muito específicas e num curto espaço de tempo.
"