Fifa amplia prazo de suspensão de contratos de atletas de clubes da Rússia e Ucrânia

Shakhtar Donetsk, clube da Ucrânia, em ação na Champions League (Foto: OSCAR DEL POZO / AFP)


A Fifa anunciou nesta terça-feira que ampliou o prazo de suspensão de contratos de atletas de clubes russos e ucranianos. A nova data foi aumentada exatamente em um ano, sendo assim, válida até 30 de junho de 2023.

+ Manchester United perto de acertar com atacante da Seleção Brasileira

A regra foi imposta pela entidade devido à invasão russa na Ucrânia, em fevereiro deste ano. Porém, como os conflitos militares não pararam, a Fifa ampliou o prazo e revelou que vai seguir monitorando o caso.

A medida surtiu efeito no futebol brasileiro. Atletas como Alan Patrick, Maycon, Vitinho e Júnior Alonso retornaram ao Brasil. Além deles, David Neres foi comprado pelo Benfica e Marcos Antônio pela Lazio.

O futebol na Ucrânia foi suspenso devido a invasão, mas os clubes do país foram inscritos normalmente nas competições europeias na próxima temporada. Enquanto na Rússia, os times foram excluídos das competições.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos